O ‘Recuo’ para o 7 de setembro

Por Portal do Holanda

30/08/2021 20h08 — em De olho na Política

Fiesp e Febraban não precisaram nem lançar o manifesto em defesa das instituições e da democracia no Brasil. O que os chefes do poder econômico querem do governo se tornou público: “responsabilidade nos limites de sua competência”. Recuaram para ver o que Bolsonaro irá ‘aprontar’ no 7 de Setembro, mas ele próprio já sabe que só pode contar com suas milícias.

 

Eleições

Amazonino diz que não abre mão da candidatura ao governo, mas trata a filiação partidária em banho maria. Depois de sair do Podemos, pressionado por uma intervenção ‘brasiliana’, o cacique pega leve com a pré-campanha antecipada. Apesar de sua amizade com Pauderney, o DEM é ninho com restrições a ele.

 

CPI

Os dois senadores mais influentes da CPI da Covid começaram a semana praticando tiro ao alvo. Omar Aziz revelou: “Achávamos que o governo não tinha intenção de comprar vacina (…) Mas descobrimos que o governo tinha intenção de comprar vacina, mas para tirar proveito”. “A CPI devolveu o Bolsonaro para o cercadinho dele e pautou a agenda nacional”, cutucou o vice Randolfe Rodrigues.

 

Manifesto

A resistência da Caixa, BB e BC ao manifesto liderado pela Fiesp e Febraban surtiu melhor efeito do que a própria publicação, que foi adiada. O país ficou sabendo da ‘intervenção branca’ que Bolsonaro impõe às grandes instituições financeiras públicas do país.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ De olho na Política