Siga o Portal do Holanda

Regime aberto

Suspeito de dezenas de crimes sexuais, João de Deus é condenado pela primeira vez

Publicado

em

Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil
Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

O médium João Teixeira de Farias, mais conhecido como João de Deus, foi condenado após decisão da juíza Rosângela Rodrigues, na tarde de quinta-feira (7) a 4 anos em regime aberto.

A condenação é pelos crimes de posse ilegal de arma de fogo de uso permitido e de uso restrito. 

A esposa de João de Deus, Ana Keyla Teixeira, também era ré no processo, mas foi absolvida.

De acordo com o site Metrópoles, o advogado do médium, Anderson Van Gualberto de Mendonça, emitiu em nota que foram constatadas duas penas: um ano de detenção pelo crime de posse de arma de fogo de uso permito e três anos pelo posse de uso restrito.

Ele está preso desde o dia 18 de dezembro de 2018 no Núcleo de Custódia de Aparecida de Goiânia. João de Deus é acusado de crimes sexuais durante atendimentos na Casa Dom Inácio de Loiola. Entretanto, ele sempre negou os crimes. Apesar do pedido de regime aberto, João de Deus segue preso devido ao vigor de outros mandados de prisão.

PF investiga denúncia de fraudes em documentos envolvendo funcionários do governo do Amazonas

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.