TCU investiga órgãos que atuaram no combate ao garimpo ilegal no Rio Madeira

Por Portal do Holanda

29/11/2021 17h18 — em Amazonas

Foto: Pedro Braga Jr. / Portal do Holanda

Manaus/AM - O  Tribunal de Contas da União (TCU) determinou à Secretaria-Geral de Controle Externo (Segecex) que avalie a conveniência da fiscalização dos órgãos responsáveis pelo combate à comercialização e a exportação de ouro de origem ilegal, no Rio Madeira, em Autazes, no Amazonas.

O órgão tomou a decisão após o Ministério Público de Contas (MPC) denunciar a demora na operação dos órgãos federais para desarticular as bases dos garimpeiros na comunidade do Rosário.

As entidades as quais o TCU quer uma avaliação são o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (Icmbio), Agência Nacional de Mineração (ANM), Receita Federal do Brasil (RFB) e Banco Central.

A análise é para levantar qualquer tipo de fragilidades e oportunidades de aprimoramento nas técnicas de combate ao garimpo ilegal, que foi apresentado ao Colegiado.

O prazo para a entrega do parecer são de 60 dias.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Amazonas