Siga o Portal do Holanda

Prestar contas

TCE dá cinco dias para prefeito de Parintins explicar gastos de R$ 2,2 milhões com pandemia

Publicado

em

Foto: Reprodução Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

OPERAÇÃO SANGRIA: justificativa da PGR para prorrogar prisão de acusados


Manaus/AM - O prefeito de Parintins, Bi Garcia (PSDB), tem o prazo de cinco dias para prestar contas dos gastos de R$ 2,2 milhões com a pandemia do novo coronavírus ao Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM). A determinação é do conselheiro Júlio Pinheiro, relator das contas de Parintins, pela suposta falta de transparência na aplicação destes recursos. 

O Ministério Público de Contas (MPC) já havia emitido recomendação para que o prefeito Bi Garcia adotasse medidas para dar transparência a esses gastos, mas desde o dia 16 de abril não houve atendimento a essa medida. 

De acordo com a procuradora Fernanda Cantanhede, a prefeitura de Parintins abriu créditos extraordinários de R$ 2.263.330,20, levando em consideração a situação de emergência, decretada por conta da pandemia do novo coronavírus. Também se levantou R$ 360 mil de gastos de recursos municipais, mas não há informação sobre onde esses recursos foram aplicados, nem a relação dos contratos e despesas realizadas em 2020. 

O prefeito Bi Garcia tem cinco dias para esclarecer essas informações ao TCE. 

Veja a decisão do conselheiro Júlio Pinheiro: 

Clique para baixar arquivo



Já leu estas ?

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.