Pesquisa mapeia profissões com maior risco de contágio de coronavírus

Por Portal do Holanda

07/04/2020 15h56 — em Brasil

Foto: Reprodução

Um grupo de pesquisadores da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) mapeou o risco de contaminação de trabalhadores brasileiros durante a pandemia de coronavírus. Os levantamentos levam em questão as atividades profissionais e o grau de vulnerabilidade diante da covid-19.

Segundo o UOL, o estudo mostra que 2,6 milhões de profissionais da área de saúde apresentam risco de contágio acima de 50%; os mais vulneráveis do grupo são os técnicos em saúde bucal (12.461 profissionais), que apresentam 100% de risco de contágio pela proximidade física com os pacientes.

Já comerciantes, incluindo varejistas e operadores de caixa, apresentam 53% de risco de contágio; eles somam cerca de 5 milhões de trabalhadores em todo o país.

O estudo também aponta que, caso as aulas não tivessem sido suspensas, professores estariam com índice de risco acima de 70%.

Menos vulneráveis

Os trabalhadores menos vulneráveis são os que exercem atividades "de forma quase solitária", segundo o estudo. O levantamento destaca os 14.215 operadores de motosserra, que trabalham, em maioria, nas áreas rurais e apresentam risco de 18%.

Outros com menor probabilidade de contágio, com média de 19%, são roteiristas, escritores, poetas, e outros que integram os setores artístico e intelectual.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Brasil