Compartilhe este texto

Santa Isabel (SP) tem tarifa zero nos ônibus a partir desta sexta (1º)

Por Folha de São Paulo

02/12/2023 0h07 — em
Variedades



SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A cidade de Santa Isabel, na Grande São Paulo, implanta nesta sexta-feira (1º) a tarifa zero nos ônibus do transporte público para os moradores do município.

Ao deixar de cobrar tarifa de seus passageiros, o município se junta no estado a São Caetano do Sul, no ABC, que no último dia 1º de novembro também implantou a medida. Na capital paulista, o prefeito Ricardo Nunes (MDB) disse que estuda implantar a tarifa zero aos finais de semana ou à noite.

O programa de Santa Isabel foi aprovado em votação na Câmara. Chamado Rota Livre, o programa se inicia com o cadastro dos usuários —que pode ser feito presencialmente, na Secretaria Municipal de Segurança e Trânsito, ou de forma virtual, em links que serão disponibilizados no site da prefeitura e nas redes sociais— e somente depois será de fato implantado.

A expectativa da prefeitura é que o programa esteja efetivado e disponível até o final do ano. A partir desta sexta, contudo, a passagem pela catraca nos ônibus já está liberada —a medida valerá por por 45 dias. Nesse período, todos os interessados em usufruir da gratuidade precisam fazer o cadastro na prefeitura, e depois apenas os moradores cadastrados estarão isentos de pagar os R$ 4,20 da tarifa.

Para o prefeito de Santa Isabel, Dr. Carlos Chinchilla (PSL), o programa Rota Livre acompanha a tendência de cidades desenvolvias que compreendem a importância do acesso ao transporte pela população.

"A concessão de transporte gratuito, subsidiado pela prefeitura, é importante porque permite o acesso igualitário aos serviços públicos, contribui para a inclusão social e melhora a qualidade de vida da população", afirmou.

Durante o anúncio, o prefeito disse que o programa pôde ser aplicado graças à austeridade fiscal e ao rigor com as contas públicas. O transporte público conta com 12 ônibus, e a gratuidade deve custar entre R$ 400 mil e R$ 450 mil por mês aos cofres municipais. A expectativa é transportar entre 1.500 a 2.000 mil passageiros por dia.

SÃO PAULO ESTUDA PASSE LIVRE

O prefeito de São Paulo disse que a capital pode implementar a tarifa zero nos ônibus aos domingos ou no período noturno a partir do ano que vem. Segundo ele, a ideia é preliminar e o formato ainda está sendo estudado na prefeitura.

O benefício deve começar a ser testado ainda em dezembro, em data a ser definida. Se der certo, começará a ser aplicado em definitivo em 2024, ano da eleição municipal. À frente da prefeitura desde maio de 2021, após a morte de Bruno Covas, Nunes vai concorrer à reeleição.

A alternativa com mais probabilidade de escolha, por enquanto, é a tarifa zero aos domingos, de acordo com o prefeito.

O governador Tarcísio de Freitas (Republicanos) criticou a proposta de Nunes de instituir a tarifa zero no sistema de ônibus da capital paulista aos domingos ou no período noturno a partir do próximo ano. "Sou absolutamente contra", disse o governador.

A implementação de tarifa zero nos ônibus urbanos de São Paulo é defendida por 66% da população que vive na cidade, enquanto 31% se dizem contra a gratuidade, apontou o Datafolha.

Em todo o país, 74 cidades já oferecem tarifa zero no transporte.


Siga-nos no
O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Variedades

+ Variedades