Compartilhe este texto

Padrasto que matou adolescente para se vingar da ex é condenado em Manaus

Por Portal Do Holanda

28/11/2023 17h54 — em
Manaus


Foto: Marcus Phillipe / TJAM

Manaus/AM - O réu Carlos Alberto Paula Soares foi condenado a 37 anos de prisão, em regime inicial fechado, por matar sua filha, uma adolescente de 15 anos, para se vingar da ex. O crime ocorreu em julho de 2022 na casa do acusado, no Beco da Paz, na Comunidade Santa Inês, bairro Jorge Teixeira, zona leste de Manaus. 

A condenação foi dada pelo Conselho de Sentença da 1.ª Vara do Tribunal do Júri de Manaus, na sexta-feira (24). Conforme a confissão do próprio réu, o crime foi motivado por vingança contra sua ex-companheira e mãe da adolescente. O casal havia se separado há pouco tempo e Carlos não aceitava o término e o fato de a mulher já estar em outro relacionamento.

O Conselho de Sentença acatou os termos da denúncia formulada pelo Ministério Público do Estado (MPE/AM), que acusou Carlos Alberto pela conduta descrita no Art. 121, parágrafo 2.º, incisos I (motivo torpe), IV (recurso que dificultou a defesa da vítima) e VI (feminicídio) do Código Penal. O MPE foi representado na sessão de júri pelo promotor de Justiça Marcello de Salles Martins. 

O defensor público Wilsomar de Deus Ferreira, que representou o réu, sustentou as teses de clemência (sob o argumento de que o réu, à época do crime, era relativamente incapaz de entender o caráter ilícito do fato ou de determinar-se de acordo com esse entendimento, em virtude de perturbação de saúde mental) e de afastamento das qualificadoras "motivo torpe" e "feminicídio".

O crime - Consta do inquérito policial que embasou a denúncia do MPE que a adolescente foi vítima de estrangulamento e recebeu 12 golpes de faca na região do pescoço. O crime ocorreu por volta das 4h do dia 1.º de agosto de 2022, tendo como local a casa do réu.

Conforme o apurado no inquérito policial, em 30 de julho de 2022 a vítima foi para a casa do denunciado por volta das 13h30 para passar o final de semana. Por volta de 18h do dia seguinte, eles foram juntos a um parque de diversões que funcionava nas proximidades e retornaram à casa já no início da madrugada do dia 1º de agosto.

Na ocasião, conforme a denúncia, o acusado viu uma postagem numa rede social de sua ex-companheira com o novo marido e, para atingi-la, resolveu matar a adolescente, que era filha biológica da mulher e havia sido registrada como filha pelo acusado, que a criou desde os três anos de idade.

Em depoimento, o acusado confessou os fatos e narrou detalhadamente a dinâmica do crime, informando que logo após matar a adolescente enviou mensagens de texto para a mãe da vítima, contando o que acabara de fazer.

Carlos Alberto já se encontrava preso desde o dia 29 de agosto de 2022. Da sentença que ele recebeu, cabe recurso. Mas foi negado ao réu o direito de recorrer em liberdade.

 

Com informações do TJAM. 


Siga-nos no
O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Manaus

+ Manaus