5 frases que não devem ser ditas nunca em uma entrevista de emprego

Por Portal do Holanda

11/10/2019 2h52 — em Saúde e Bem-estar

Foto: Reprodução

O primeiro passo já foi dado: seu currículo foi selecionado e a empresa gostou do que viu. A próxima etapa é a entrevista - conhecida também como o momento crucial para a contratação, de acordo com os especialistas em recursos humanos.

Tão importante quanto ter um histórico cheio de feitos importantes, o candidato precisa convencer o empregador de que ele realmente pode agregar à empresa através da maneira como ele se comporta e demonstra suas habilidades.

Não à toa, essa é a etapa mais temida por quem procura emprego - afinal, qualquer deslize pode resultar na eliminação.

Para evitar gafes e garantir que você vai estar preparado para as perguntas do recrutador, o site Brasil Econômico selecionou as frases mais comuns e que, certamente, você não deve dizer em uma entrevista de emprego .

1- Falar gírias: “Tipo assim, no meu emprego anterior…”

Falar gírias ou palavras erradas passa a impressão de que a pessoa tem dificuldade para se comunicar e que tem postura pouco profissional.

Uma dica para não cometer esse erro é treinar em frente ao espelho, falar sobre suas experiências anteriores para si mesmo ou para um amigo e observe se está sendo muito informal ou incorreto. É muito comum candidatos serem desclassificados por problemas na comunicação,.

2 - Falar mal de alguém: 2 - “Fui demitido porque meu chefe anterior me odiava”

A coordenadora de RH Bárbara Alves, conta que deixou de contratar uma candidata que estava sendo avaliada muito bem, tinha conhecimento técnico satisfatório, mas no final da entrevista, quando foi questionada sobre o que a motivaria a trocar de emprego - já que ela estava empregada - a resposta foi: “Qualquer coisa me motiva, porque não consigo lidar com meu chefe, não me sinto satisfeita na minha empresa e quero sair”.

“Jamais fale mal de onde você veio”, pontua Bárbara, que afirma que demonstrar que não se dá bem com alguém da equipe passa a impressão de que a pessoa não sabe se relacionar.

No caso de uma demissão em que o candidato se sinta injustiçado e é questionado sobre o motivo pelo qual foi desligado da empresa, Bianca explica que há outras formas de falar.

“Mantenha discrição e conte a verdade de maneira sutil. Dizer que não estava alinhado ao antigo gestor é diferente de falar que o chefe era um carrasco”, avalia.

3 - Prepotência: “Meu defeito é ser perfeccionista”

Esse clichê exemplifica uma personalidade arrogante e egoísta , segundo as recrutadoras. “Denota que a pessoa não tem nenhum ponto a melhorar, como se fosse um candidato perfeito”, diz Bianca.

Parecer prepotente em uma entrevista é um ponto negativo. “Não é necessário dizer que a pessoa é melhor do que as outras literalmente. Se ela realmente for, através da descrição de projetos realizados e resultados alcançados a informação fica clara”, esclarece Bárbara.

4 - Falar o desnecessário: “Não, eu não gosto de trabalhar em equipe, mas precisa, né?”

Cuidado ao ser “ sincero demais ” ou fazer brincadeiras desnecessárias e inconvenientes. O ambiente profissional, por mais descontraído que tente parecer, não é lugar para esse tipo de comportamento.

Usar o bom senso na hora de responder às perguntas do entrevistador é primordial para saber como se comportar, recomendam empresas de recursos humanos.

5 - Mentiras

A campeã entre as frases que não devem ser ditas é aquela que contém uma mentira . O clássico das desclassificações em entrevistas é quando o candidato escreve no currículo que possui uma habilidade e na hora de ser testado prova o contrário. Fonte: IG