Compartilhe este texto

Servidora é indiciada por vazar prova do Enem

Por Portal Do Holanda

18/05/2024 7h29 — em
Brasil


Foto: Reprodução

Uma servidora foi indicada por vazar a prova do Enem realizada em novembro de 2023. A Polícia Federal concluiu as investigações e identificou a responsável por divulgar uma foto da prova antes da aplicação. 

De acordo com a PF, o inquérito policial teve início no dia seguinte à prova do ENEM, na Cidade de Caruaru, em Pernambuco, em razão da descoberta das primeiras publicações da prova da redação do Enem antes mesmo da divulgação do conteúdo da prova pelo INEP.

A investigação concluiu que uma pessoa contratada para aplicar a prova do Enem na cidade de Belém, no Pará, tirou uma foto da prova de redação às 13h50, quando ainda estava em andamento, e a encaminhou a uma amiga, professora.

Conforme a PF, a conduta de utilizar ou divulgar, indevidamente, com o fim de beneficiar a si ou a outrem, ou de comprometer a credibilidade do certame, conteúdo sigiloso de processo seletivo para ingresso no ensino superior, pode gerar uma pena de reclusão de um a quatro anos e multa.

Devido ao vazamento, os candidatos do Concurso Nacional Unificado (CNU), o “Enem dos Concursos”, irão passar por mais duas etapas de autenticação no dia da prova por meio de impressão digital e autenticação pela escrita. A medida é uma forma de reforçar a segurança.


Siga-nos no
O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Brasil

+ Brasil