Compartilhe este texto

Câncer de pênis: Brasil tem 600 amputações ao ano; falta de higiene está ligada a casos

Por Portal Do Holanda

10/04/2024 11h36 — em
Brasil


Foto: Reprodução

Nos últimos dez anos, o câncer de pênis tem sido responsável por cerca de 6,5 mil amputações genitais no Brasil, uma média de 600 por ano. De acordo com o Ministério da Saúde, entre 2012 e 2022 foram registrados 21 mil casos da doença, resultando em mais de 4 mil mortes no mesmo período.

O Brasil destaca-se globalmente como um dos países com maior incidência desse tipo de câncer, conforme relatado pela Sociedade Brasileira de Urologia (SBU).

Maurício Dener Cordeiro, coordenador do departamento de uro-oncologia da SBU, compara a prevalência desse câncer à do câncer de colo de útero em mulheres no Brasil, ressaltando que é praticamente inexistente em países com amplo acesso à vacinação contra o HPV.

"Se a gente for ver em outros países, é uma doença que praticamente não existe. Seria o equivalente ao câncer de colo de útero na mulher, que é prevalente no Brasil mas praticamente não existe em países onde a vacinação contra o HPV ocorre em massa", relatou Maurício Dener Cordeiro ao Folha de S. Paulo. 

O HPV é apontado como o principal fator de risco para o desenvolvimento do câncer de pênis. Embora a vacina contra o vírus esteja disponível no SUS para faixas etárias específicas, uma parcela significativa dos casos está ligada à falta de higiene adequada na região genital, o que torna essa doença altamente evitável.

A falta de higiene propicia condições favoráveis para infecções bacterianas, o que, quando repetido, aumenta o risco de carcinoma epidermóide, esclarece Cordeiro. Portanto, a lavagem diária do pênis com água e sabão, especialmente após relações sexuais, é recomendada pelos médicos.

Além disso, o uso de preservativos e a correção da fimose, quando necessária, são medidas preventivas. Fatores como tabagismo e idade acima de 50 anos também são associados ao risco da doença.

Os sintomas do câncer no pênis incluem úlceras e secreções com odor no membro. Ao detectar esses sinais, é crucial procurar um urologista para diagnóstico e tratamento adequados.

Em estágios iniciais, o câncer de pênis pode ser curado, geralmente tratado com cirurgia, radioterapia e/ou quimioterapia. Em casos mais avançados, pode ser necessária a amputação parcial ou total do pênis, e em alguns casos até o testículo.

Além do câncer de pênis, um recente relatório publicado na revista científica CA: A Cancer Journal for Clinicians aponta um aumento esperado de 77% nos casos de câncer global até 2050, principalmente devido ao envelhecimento da população.


Siga-nos no
O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Brasil, Saúde e Bem-estar

+ Brasil