Siga o Portal do Holanda

Brasil

Cientistas dizem que covid-19 avança mais rápido que o previsto em capitais

Publicado

em

Foto: Reprodução Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Covid entra no bumbódromo, isola artistas e ‘mata’ festival


Um grupo de cientistas formado por pesquisadores de três das principais universidades brasileiras veio a público para demonstrar sua preocupação com a velocidade de propagação da covid-19 no País, principalmente em algumas capitais.

Segundo o UOL, eles disseram que a epidemia avança "muito mais rápido" do que previsto em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília.

"Essas três cidades atuariam como eixos de disseminação da infecção para outras partes do País", diz a nota técnica, assinada por profissionais da UFRJ (Universidade Federal do Rio Janeiro), USP (Universidade de São Paulo) e Universidade de Brasília (UnB). Os dados de infectados e mortes vêm superando as previsões que os cientistas fizeram há cerca de 20 dias.

Conforme balanço divulgado pelo Ministério da Saúde nesta quarta-feira, o número de casos confirmados da covid-19 já chega a 2.433, enquanto o país contabiliza 57 mortes causadas pelo coronavírus. A maioria dos casos segue sendo no estado de São Paulo, que registrou 48 dos 57 mortos.

No entanto, de acordo com os pesquisadores, Brasília tem expectativa de ultrapassar a capital paulista em número de casos já nas próximas semanas. Isso se deve ao fato de a cidade apresentar um risco de infecção maior, levando em consideração o tamanho da população que pode ser infectada.

Os cientistas defendem que o País siga adotando medidas de supressão da transmissão, baseadas no isolamento social. Segundo o grupo, apenas a mitigação, que tenta isolar casos suspeitos, não será suficiente para evitar o aumento exponencial da epidemia nas próximas semanas

Já leu estas ?

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.