Jair Bolsonaro diz que jamais vai entregar celular à Justiça: 'só se eu fosse um rato'

Por Portal do Holanda

22/05/2020 18h57 — em Brasil

Foto: Reprodução/Twitter

Jair Bolsonaro diz que jamais vai entregar celular à Justiça: 'só se eu fosse um rato'

O presidente da República Jair Bolsonaro disse nesta sexta-feira (22) que jamais irá entregar o seu telefone celular e que só faria isso se "fosse um rato", mesmo que seja uma determinação do Supremo Tribunal Federal.

 "Só se eu fosse um rato pra entregar o telefone. Jamais pegarão meu telefone. Jamais. Seria uma afronta ao presidente da República.", disse em entrevista à rádio Jovem Pan.  "O senhor Celso de Mello, lamentavelmente, pecou. Ele podia ignorar.", afirmou ele, que disse ter "certeza" de que Augusto Aras não dará prosseguimento ao pedido. 

Um pedido de apreensão do celular de Jair Bolsonaro, apresentado por parlamentares da oposição, foi encaminhado pelo ministro do STF, Celso de Mello, ao procurador-geral da República, Augusto Aras. O pedido acontece em meio à investigação de suposta interferência de Jair Bolsonaro na Polícia Federal do Rio de Janeiro. 

Também nesta sexta-feira (22) o ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, divulgou uma nota avisando que a apreensão do celular de Jair bolsonaro poderá ter "consequências imprevisíveis".