Ponte sobre rio Negro continua aberta ao tráfego, diz governo estadual

Por Portal do Holanda

09/04/2020 11h33 — em Amazonas

Trânsito está limitado na ponte  sobre o rio Negro - Foto: Eustáquio Libório/Portal do Holanda

Manaus/AM - Em nota de esclareciento emitida na manhã desta quinta-feira, dia 5, o governo estadual diz que a ponte sobre o rio Negro -  ponte Jornalista Phelippe Daou - continua aberta para o tráfego de cargas e de pessoas que estejam transitando para suas casas. O decreto nº 42.158 apenas suspendeu, no dia 6 de abril, pelo prazo de 15 dias, o transporte interestadual e intermunicipal de passageiros no Estado, explica a nota.

Portanto, continua permitido, na ponte e nas rodovias do estado, o trânsito de pessoas que estejam regressando ao seu domicílio de origem, bem como o transporte de cargas e de serviços de urgência e emergência em saúde, de segurança pública ou relacionado aos demais serviços públicos essenciais.

Como parte da estratégia para conter o avanço do novo coronavírus, o decreto estipulou a suspensão do transporte intermunicipal e interestadual terrestre de pessoas em ônibus e micro-ônibus (públicos e privados), vans e similares, táxis e transporte por aplicativo, inclusive os compartilhados e os tipo lotação.

Fiscalização

A fiscalização para o cumprimento do decreto, é de responsabilidade da Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados e Contratados do Amazonas (Arsepam), no que se refere ao transporte rodoviário intermunicipal de passageiros.

Nesta quarta-feira, dia 8, representantes da Arsepam, Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM) e das prefeituras de Iranduba, Manacapuru e Novo Airão se reuniram para tratar do decreto.

Ficou definido, durante a reunião, que será necessário cadastro prévio, junto às prefeituras, do transporte de pessoas relacionado a serviços de urgência e emergência em saúde, de segurança pública ou aos demais serviços públicos essenciais, bem como do transporte de cargas.

O controle da Arsepam será feito por meio do envio de listas oficiais compostas pelos nomes dos profissionais autorizados pelas prefeituras ou suas respectivas representações. As listas devem ser enviadas ao email [email protected]

Os autorizados também devem apresentar documento de identificação durante a abordagem. A Agência disponibiliza canais de atendimento 24h para denúncias e esclarecimentos: (92) 98408-1799 (WhatsApp e ligações).


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Amazonas