Compartilhe este texto

Dois autores do ataque ao Bar Brahma em SP são identificados pela Polícia Civil

Por Folha de São Paulo

09/12/2023 13h30 — em
Variedades



SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Polícia Civil de São Paulo indiciou dois homens identificados como autores do ataque ao Bar Brahma, no cruzamento das avenidas Ipiranga e São João, no centro da capital paulista, no último domingo (3).

Além de as imagens do local identificarem os suspeitos, duas testemunhas também fizeram o reconhecimento dos homens. As duas pessoas optaram por fazer parte do serviço de proteção a testemunha.

As investigações estão em andamento no 3º DP (Campos Elísios). Os suspeitos não foram presos.

A SSP (Secretaria da Segurança Pública) foi questionada, mas não respondeu até esta publicação.

O titular da pasta, Guilherme Derrite, em publicação na rede social X (ex-Twitter) afirmou que os dois suspeitos vão responder pelo crime de dano ao patrimônio.

Ainda segundo ele, outras duas pessoas foram identificadas, sendo que uma delas já havia sido presa em setembro ao furtar um aparelho celular na estação Liberdade, mas foi solta em audiência de custódia.

Relembre o caso

O ataque teria sido uma resposta de ladrões do grupo conhecido como "gangue da bike", que reagiram após um integrante ter sido agredido em frente ao local, depois uma tentativa de assalto. Além de vidraças destruídas, uma TV foi quebrada e um carro foi depredado no ataque.

Para o empresário e diretor do Bar Brahma, Alvaro Aoas, 61, o combate ao crime no centro de São Paulo passa por três pilares: Justiça, polícia e cidadania.

"A Justiça [precisa] parar de soltar ladrão. A polícia, mostrar mais presença, e o cidadão [tem de estar] engajado contra o problema", disse o empresário.

Segundo Aoas, o ataque ocorreu por volta das 17h. Naquele momento, um cliente chegava ao bar quando foi surpreendido por um ladrão em uma bicicleta, acompanhado por outro suspeito --que também estava de bicicleta e depois conseguiu fugir.

Apanhado por testemunhas que estariam de passagem pela rua, segundo Aoas, o suspeito foi agredido --depois, deixou o local. Também a SSP (Secretaria da Segurança Pública) afirma que a agressão teria partido dessas testemunhas.

Na sequência, um grupo chegou ao local e começou a atirar pedras e outros objetos contra a fachada do bar. De acordo com o relato de uma testemunha, cerca de 30 pessoas participaram do ataque.

Segundo o governo Tarcísio de Freitas (Republicanos), de abril a outubro houve queda de 6,1% nos furtos e de 15,2% nos roubos no centro de São Paulo, em comparação ao mesmo período de 2022. O contingente policial na região foi reforçado pela Operação Impacto-Centro, com 120 policiais a mais diariamente e mais de 1.500 vagas pela Operação Delegada.


Siga-nos no
O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Variedades

+ Variedades