Estudo diz que quem teve quadro leve de covid pode ter sequelas duradouras

Por Portal do Holanda

25/02/2021 8h36 — em Saúde e Bem-estar

Falta de ar é a mais frequente - Foto: Ilustrativa

Uma pesquisa divulgada recentemente revela que pacientes que contraíram a forma leve da covid-19 podem apresentar sintomas por um longo período mesmo depois de recuperados da doença.

O estudo, divulgado no periódico médico Jama Network, afirma que os sintomas mais comuns são cansaço demasiado, perda de paladar ou olfato (ous os dois), confusão mental e dificuldades para respirar.

Antes, estas sequelas só eram observadas em pacientes que apresentaram quadro grave de covid, mas nos últimos meses, essa realidade mudou.

Por isso, médicos têm recomendado com cada vez mais frequência, a fisioterapia aliada ao acompanhamento periódico. No Brasil, cientistas afirmam que é frequente o número de pessoas que ficam com sequelas no coração e por isso, precisam de tratamento e acompanhamento constantes. 

No caso de pacientes que tiveram a doença em sua forma leve, os cuidados também não podem ser ignorados, sobretudo, porque os médicos observaram que a covid pode tornar um quadro estável de lesão pulmonar em um problema mas grave a longo prazo:

"Imaginemos um paciente que sente um cansaço, mas que não faz o acompanhamento porque era tolerável. A longo prazo, ele pode ter um acometimento maior e um comprometimento da capacidade respiratória. Se ele tivesse sido acompanhado, poderíamos ter tratado anteriormente, com prejuízo menor à saúde", explicou Heron Rached, coordenador do Centro de Cardiologia e do Centro de Tratamento Pós-Covid do Grupo Leforte em entrevista a CNN.

Ele ressalta que a covid-19 ainda é uma doença desconhecida e que pode produzir efeitos no corpo humano que podem ser observados até cinco, dez ou quinze anos depois, ainda não há como saber com exatidão. O importante é se cuidar, fazer exames periodicamente e procurar um médico a qualquer sinal de complicação.

 


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Saúde e Bem-estar