À luz do dia, ex-presidiária é executada a tiros no Centro

Por Portal do Holanda

13/11/2015 17h50 — em Policial

Manaus/AM - A ex-presidiária Edijane  Barbosa da Silva, 26, conhecida como “Piriquituda”, foi morta a tiros na tarde desta sexta-feira (13), por volta das 14h30, na rua Visconde de Mauá, na Praça da Liberdade, Centro de Manaus. 

Segundo policiais militares da 24ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), a vítima era conhecida no Centro por fazer alguns programas.

>>> CENAS FORTES: CLIQUE SOMENTE SE NÃO TIVER RESTRIÇÃO <<<

De acordo com peritos do Instituto de Criminalística (IC), a mulher foi alvejada com dois disparos de arma de fogo, que atingiram mandíbula e costas.

Testemunhas disseram que viram dois homens em uma motocicleta não identificada se aproximar da vítima e o garupa efetuou os disparos.  Edijane ainda chegou a ser socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas não resistiu aos ferimentos.

Em consulta ao site do Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas (TJAM) consta que a vítima já tinha passagem pelo Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF) pelo crime de furto. Atualmente ela cumpria pena no regime semiaberto.

>>> CENAS FORTES: CLIQUE SOMENTE SE NÃO TIVER RESTRIÇÃO <<<

Com a vítima foram encontrados R$ 20,00 e uma faca. Segundo uma amiga da mulher, que preferiu não se identificar, Edijane estava devendo dinheiro para traficantes.

O corpo foi removido ao Instituto Médico Legal (IML), onde deve passar por exames de necropsia. O crime será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

+ Policial