Duas mulheres estão na lista de primeiras médicas da antiguidade

Por Portal do Holanda

04/09/2021 10h33 — em Curiosidades

Representação de Merit Ptah / Divulgação da University of Colorado Anschutz Medical Campus

Com raízes na religião e na magia, a medicina e os primeiros médicos surgiram na Babilônia, mas quando se fala da primeira médica, os registros são controversos, mas apontam para duas mulheres egípcias,  que viveram entre 2700 a.C. e 2.100 a.C. 

Merit Ptah é o nome da primeira, tida como uma importante personagem da medicina mundial. Assim como Imhotep, que é considerado pelos historiadores e a cultura popular como o primeiro médico, Merit é apontada por alguns historiadores como importante personagem da medicina mundial.

O nome de Merit tornou-se conhecido no ano de 1938, depois que a médica e historiadora Kate Campbell Hurd-Mead publicou um livro citando alguns detalhes importantes da cientista egípcia que, segundo a pesquisadora, teria vivido em 2730 a.C.

Na obra, a historiadora diz que uma imagem da mulher havia sido gravada na tumba de seu filho, que era um importante sacerdote na época, o título “médica chefe”.

Mas um estudo da Universidade do Colorado decidiu revisar a narrativa e descobriu que a tumba referenciada pela historiadora estaria localizada no Vale dos Reis, uma área reservada a nobres e faraós.

O local começou a ser utilizado por volta de 1540 a.C., quase mil anos após a morte da cientista.

O historiador Jakub Kwiecinski, que comandou os estudos para contestar a sua colega Kate Campbell, explicou ainda que “o nome Merit Ptah existiu no Império Antigo, mas não aparece em nenhuma das listas dos antigos curadores egípcios”.

ANTIGAS PARTEIRAS

A outra indicada como primeira médica é Peseshet, que viveu durante a quarta dinastia e mesmo tendo vivido após Merit, é considerada por alguns historiadores também a pioneira nessa área.

A justificativa seria o título de a “supervisora das mulheres médicas” encontrado na tumba do filho dela, Akhethetep, após uma escavação em Giza, ao norte do Vale dos Reis.

Acredita-se que possa ter se graduado como parteira numa antiga escola médica no Egito em Saís.

O nome de Peseshet já havia sido mencionado em livros e artigos anteriores a 1938, mas sem o título de "primeira mulher médica da história". 


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Curiosidades