Weintraub deixa PF após depor por 30 minutos sobre suposto crime de racismo

Por Portal do Holanda

04/06/2020 14h56 — em Brasil

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, deixou a sede da Polícia Federal em Brasília, na tarde desta quinta-feira (4), após depor por 30 minutos no inquérito que apura suposto crime de racismo cometido em suas redes sociais.

De acordo com o grupo Globo, com o depoimento marcado para as 15h, Weintraub chegou antes do horário previsto, às 14:40h e saiu ãs 15:12h.

O inquérito apura postagens do ministro feitas no início de abril, onde era insinuado que a China poderia se beneficiar propositalmente da crise mundial causada pela pandemia do novo coronavírus.

Além da postagem, Weintraub teria ridicularizado a forma como alguns chineses falam português, ao imitar o jeito de falar do personagem Cebolinha, da Turma da Mônica, que troca a letra ‘R’ pela ‘L’. Ele chegou a dizer que se descuraria se a China se comprometesse a fornecer respiradores ao Brasil.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Brasil