Bastidores da Política - A fantasia com o goleiro Bruno no Porão do Alemão  e a mensagem nela contida


A fantasia com o goleiro Bruno no Porão do Alemão e a mensagem nela contida

Por RAIMUNDO DE HOLANDA

02/11/2021 20h30 — em Bastidores da Política

Como é tênue a fronteira que nos separa do mal. E como somos colocados a prova todos os dias. Nem  precisamos ser os protagonistas de uma incursão sinistra "do outro lado dessa fronteira” para percebermos o quanto somos atraídos pela escuridão.  Seja porque falsamente nos julgamos bons e superiores, seja porque reconhecemos que somos nós mesmos, com nossas fraquezas, nossa cobiça, nossos medos, nosso  desejo  de sobrepujar o outro, de prevalecer sobre o outro. Só quem reconhece esse defeito de origem, pode vencer o mal.

O “escândalo” provocado pelo rapaz fantasiado de goleiro Bruno, carregando um saco simbolizando o corpo esquartejado de Eliza Samudio, apenas revela nossa espantosa hipocrisia.

A foto, postada no site da boate Porão do Alemão, provocou a ira de deputados, falou-se em apologia ao feminicídio. Um delegado  veio a público dizer que  "a intenção, em tese, era fazer um concurso de fantasias. Mas, na prática, houve uma conduta passível de investigação criminal, que desrespeita todas as mulheres de Manaus e do Brasil , fazendo "brincadeira" com um tema tão grave de 10 anos". Exagero do delegado.

O rapaz já perdeu o emprego. A empresa na qual trabalhava, um  estúdio de tatuagem, apressou-se em dar uma nota repudiando  o comportamento do empregado.  Mas o que é o Halloween senão o encontro de dois mundos? Essa é a sua origem pagã, especialmente entre os celtas que acreditavam que os mortos permaneciam entre os humanos.  Sua origem não é a que se apresenta hoje, “humanizada”, na qual se distribui doces e se faz travessuras.

O que o rapaz que se fantasiou de Bruno fez foi uma simples travessura. O que fez além disso foi mostrar que a fronteira entre o bem e o mal é tênue.

Mais do que seu gesto, muito mais, o que choca é a constatação de que aqueles que se manifestaram precipitadamente ignoram  que vivem nessa fronteira. De que estão a um passo da escuridão. E a fantasia pode ter trazido um recado: cuidado, não ultrapassem essa fronteira, o mal está a um passo…

Homem polemiza ao ir fantasiado de goleiro Bruno em festa em Manaus

Delegado faz alerta e repudia fantasia de goleiro Bruno em Manaus

Porão do Alemão se pronuncia após post com cliente fantasiado de goleiro Bruno

Homem que se fantasiou de goleiro Bruno é demitido em Manaus

Deputada diz que vai denunciar homem que se fantasiou de goleiro Bruno em Manaus

 

 

 

Raimundo de Holanda é jornalista de Manaus. Passou pelo "O Jornal", "Jornal do Commercio", "A Notícia", "O Estado do Amazonas" e outros veículos de comunicação do Amazonas. Foi correspondente substituto do "Jornal do Brasil" em meados dos anos 80. Tem formação superior em Gestão Pública. Atualmente escreve a coluna Bastidores no Portal que leva seu nome.