MPE do Amazonas dá prazo para instalação de UTIs em Parintins

Por Portal do Holanda

14/04/2020 13h09 — em Coronavírus

Promotora dá prazo para instalação de UTIs em Parintins - Foto: Divulgação

Manaus/AM - Em Parintins, o Ministério Público do Estado (MPE AM) entrou com ação no dia 12, domingo, para que a prefeitura instale de forma permanente unidades de terapia intensiva na sede do município, onde estes equipamentos são instalados na época do festival folclórico, e depois removidos. Na sede do município não existem UTIs, informa o MPE.

A determinação do MPE-AM em ação civil pública ajuizada no último domingo, 12, pelas promotoras de justiça Marina Maciel e Eliana Leite Guedes, que solicita a ampliação do número de leitos de UTIs em Patintins, pede ainda permanência deles no município, determinando que a instalação ocorra em até 15 dias.

A ação requer ainda, no prazo de 10 dias, um hospital de campanha com 50 leitos comuns e 4 leitos de UTIs. De acordo com a promotora Marina Maciel, "os moradores sofrem com a espera e a incerteza da remoção para a capital".

Prefeitura nega responsabilidade

"A Prefeitura de Parintins está fazendo a análise da ação (do MP-AM). Como UTI é de alta complexidade, o município vai buscar junto aos governos, estadual e federal, a viabilização dessa estrutura", declarou em nota.

De acordo com a Prefeitura de Parintins, a justificativa para inexistência de UTI no município para o atendimento da população é por se tratar de uma estrutura de "responsabilidade do Governo do Estado, estabelecida pelo Ministério da Saúde" e sempre quando ocorre a necessidade, como em época de festivais, o governo instala e posteriormente retira.

Governo diz que investe

Em nota, o Governo do Estado informou que está "investido em Parintins para equipar o município com estrutura para atender casos de média complexidade, seja com o envio de equipamentos, seja com a ampliação de recursos do FTI para a saúde".


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Coronavírus