Compartilhe este texto

Fonoaudióloga explica riscos que levam à perda da voz: saiba como proteger

Por Portal do Holanda

16/04/2022 10h57 — em
Saúde e Bem-estar


Foto: Divulgação

A voz é uma característica humana, que revela várias características individuais. Ao ouvir uma voz podemos reconhecer uma pessoa, suas emoções, impressões e até a sua personalidade. Ao longo da vida, a voz se modifica naturalmente, pois acontecem mudanças na frequência fundamental, que é o número de vibrações por segundo que as pregas vocais vibram.

Profissionais que utilizam a sua voz diariamente (jornalistas, cantores, atores e etc.) podem estar mais atentos aos cuidados básicos com a saúde vocal, no entanto, o restante da população negligencia ou desconhece a dimensão dos efeitos negativos que os excessos com a voz podem causar para a sua qualidade de vida.

A fonoaudióloga e especialista em audiologia do Sistema Hapvida, Ana Beatriz Pinho, explica quais cuidados básicos toda pessoa precisa ter com a voz. “Devemos ter um cuidado diário com a nossa voz, evitar falar alto, procurar sempre tomar água natural que ajuda na hidratação da garganta e prega vocal. Procurar não se expor muito ao ar-condicionado, porque pode ocasionar o ressecamento nessa região também. E sempre ter ao lado uma garrafa de água, evitar o cigarro e procurar sempre comer maçã, pois ela ajuda na hidratação e tem um PH de adstringente que limpa qualquer eventual secreção. As medicações são aconselhadas somente com recomendação médica de um otorrinolaringologista”.

A médica ainda explica quais os motivos que levam uma pessoa a ficar rouca constantemente. “Geralmente, os profissionais da voz tendem a ter rouquidão, devido a utilizar bastante a fala, como professores dentro de uma sala de aula ao exigir atenção dos alunos, agora existem outros fatores que podem fazer com que a pessoa fique rouca ao exigir bastante da voz, nesse caso é de extrema necessidade consultar um especialista para constatar algum outro problema sério como nódulo de prega vocal”.

Ela ainda fala sobre a questão de pessoas que tiveram covid-19, e quais as possibilidades de ter havido sequelas na voz dessas pessoas. “Uma das principais sequelas deixadas na fala são traumatismos cranianos e Acidente Vascular Cerebral (AVC), o paciente fica praticamente sem voz. E a covid também deixou alguns deles com uma rouquidão grave, por conta da intubação prolongada, causando um traumatismo nas pregas vocais. Nesse caso é necessário fazer um acompanhamento com um fonoaudiólogo, que é o profissional que trata a voz por terapias. Já acompanhei muitos pacientes que tiveram sequelas assim e tiveram a sua voz recuperada”, finaliza.

 Dia da Voz

O Dia Mundial da Voz é comemorado anualmente em 16 de abril. A data tem como principal objetivo chamar a atenção da população em geral para os cuidados de preservação da voz, ficando alerta às alterações da voz, que podem ser um sinal de doenças. O câncer de laringe é um exemplo preocupante de como a falta de importância com a voz pode se manifestar.

Abaixo seguem algumas dicas de como proteger a voz:

·        Evite tossir ou pigarrear em excesso, pois este hábito promove atrito entre as pregas vocais;
·        Evite gritar ou falar por tempo prolongado;
·        Beba água em temperatura ambiente ao longo do dia, em pequenos goles, principalmente, ao permanecer por muito tempo em ambientes com ar condicionado;
·        Procure ingerir maçã com frequência, pois essa fruta tem propriedades adstringentes que agem limpando a boca e faringe;
·        Evite falar em ambientes ruidosos ou com música em volume alto para não “competir” com o barulho;
·        Se for alérgico, procure não se expor a mudanças bruscas de temperatura respirando pela boca, mas sim pelo nariz, que filtra e umidifica o ar;
·        Não fume, pois a fumaça é altamente irritante para a mucosa do aparelho fonador, especialmente para as pregas vocais;
·        Dor na garganta que não melhora, rouquidão ou falhas na voz por mais de 15 dias, tosse, dor ou dificuldade para engolir, são sintomas que precisam ser avaliados por um médico.



O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Saúde e Bem-estar

+ Saúde e Bem-estar