Siga o Portal do Holanda

Saúde e Bem-estar

Especialista alerta para uso de protetor solar em dias nublados e chuvosos

Publicado

em

Foto: Pixabay

Cuidar da saúde é fundamental para uma vida melhor, e um desses cuidados é com a pele. O uso do protetor solar é importantíssimo e imprescindível, ele deve ser usado diariamente, pois mesmo nos dias frios, chuvosos e até nublados, há a incidência dos raios Ultra Violetas (UV), que são os responsáveis pela alteração de células da pele.

 João Vicente Carneiro Felici, dermatologista do Hospital Dom Alvarenga, explica que uma exposição aguda excessiva da radiação UV na pele resulta em queimadura solar clássica, que é o raio UVB (tipo de raio ultravioleta que penetra mais superficialmente e contribui para queimaduras solares, vermelhidão e também o temido câncer de pele). “Isso ocorre quando há uma exposição solar excessiva na pele entre os horários das nove da manhã até as 15 horas da tarde, dependendo dos fatores ambientais e geográficos”.

De acordo com o especialista, recomenda-se usar o protetor solar diariamente, aplicando em abundância no corpo entre 15 a 30 minutos antes do contato direto com a radiação solar, e é preciso, ainda, reaplicar o produto de duas em duas horas, isso se não houver contato direto da pele com a água ou transpiração excessiva.

 “Para os dias de muito calor, em que a exposição solar direta é mais intensa e que temos transpiração excessiva e contato direto com a água, o tempo padrão de aplicação de duas em duas horas do protetor solar acaba diminuindo. Logo, a dica é reaplicar assim que sair da água ou suar muito.

Ainda, segundo o dermatologista, o raio UVB é o mais perigoso e tem maior incidência de câncer de pele. Ele é filtrado em até 98% com o uso do protetor solar com FPS (Fator de Proteção Solar) 60, por isso é importante escolher um produto ideal para seu tipo de pele.

“Devemos conferir no produto o FPS mínimo, que representa o tempo a mais que a pele permanece sob proteção solar. O FPS pode variar entre dois até 60+, e diante da escolha do produto, é fundamental encontrar o filtro solar adequado de acordo com o fototipo do indivíduo”.

Felici explica que os fototipos mais baixos, ou seja, com pele bem clara, devem utilizar filtro solar com fator entre FPS 30 e FPS 60, inclusive adotando o hábito desde a infância, para evitar danos maiores à pele.

“Quando existe a sigla PPD (Persistent Pigment Darkening, e em livre tradução seria “Escurecimento Persistente do Pigmento) na embalagem do protetor solar, indica que há proteção também contra UVA(tipo de raio ultravioleta), principal responsável pelas manchas e o envelhecimento da pele causados pela exposição solar prolongada. Muitos escolhem o filtro solar baseando-se apenas no FPS alto, quando deveriam dar importância também ao nível de proteção UVA”.

Além do protetor solar com o uso adequado, o Dr. João Vicente Felici recomenda roupas de algodão e, principalmente, bonés e chapéus nas atividades ao ar livre. Óculos de sol são fundamentais para proteger os olhos dos raios ultravioletas, prevenindo catarata e outras lesões oculares.

Não podemos deixar de lado a importância da hidratação também. O dermatologista reforça que a hidratação, tanto líquida como da pele, deve ser redobrada. Além de manter uma dieta balanceada e evitar água quente no banho pelo ressecamento excessivo da pele.

*Com informações da assessoria

Bolsonaro abre saco de maldades e mira o Amazonas

Para compartilhar esteconteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.


Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.