MP e Polícia Civil fazem buscas na sede da cervejaria Backer

Por Portal do Holanda

04/08/2020 10h08 — em Brasil

Foto: MPMG/Divulgação

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) e a Polícia Civil cumpriram, na manhã desta terça-feira (4), um mandado de busca e apreensão na sede da Cervejaria Backer, no bairro Olhos D’Água, na Região Oeste de Belo Horizonte.

Segundo um site de notícias do Globo, o MPMG disse que o mandado foi expedido pelo juiz da Vara de Inquéritos Policiais de BH, atendendo a requerimento da promotora de Justiça de Defesa do Consumidor da área criminal.

"O objetivo é arrecadar documentos para instruir o inquérito policial que está em andamento contra os sócios-proprietários e o pessoal da manutenção da cervejaria Backer", disse a promotora de Justiça Vanessa Fusco.

Ainda segundo a promotora, o MPMG viu a necessidade de fazer uma nova visita à sede da Backer depois de ter acesso a documentos remetidos pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

"Estamos coletando documentos que vão ser utilizados para exame de eventual prático delituosa que pode ser, inclusive, adicionado um novo indício, a prática de um novo crime", completou Vanessa Fusco.

Até o momento, 10 pessoas morreram por intoxicação de dietilenoglicol após consumo de cerveja da Backer. A última vítima foi Marco Aurélio Gonçalves Cotta, de 65 anos, depois de passar mais de seis meses internado.

A perícia realizada na empresa constatou vazamento em um tanque e diversos outros focos de contaminação.

Após cinco meses de investigações, no início de junho, 11 pessoas ligadas à cervejaria Backer foram indiciadas pela Polícia Civil de Minas Gerais pela intoxicação por dietilenoglicol em cervejas da marca. Entre os crimes, estão lesão corporal, contaminação de produto alimentício e homicídio.

Segundo o delegado Flávio Grossi, a Polícia Civil conseguiu comprovar, física e quimicamente, a existência de um vazamento no tanque de cerveja.

Após a conclusão do inquérito, cabe ao Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) decidir se apresentará ou não denúncia à Justiça contra os indiciados, o que ainda não ocorreu.

De acordo com o MPMG, há dois processos em andamento, ambos sob os cuidados da Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor de Belo Horizonte.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Brasil