De 'cabeça cheia', Bolsonaro pediu para não ver dados sobre falhas no Enem

Por Portal do Holanda

03/02/2020 22h39 — em Brasil

Foto: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro pediu para não ver dados sobre falhas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), nesta segunda-feira (03). O motivo é que o presidente disse estar com a “cabeça cheia”. 

De acordo com o Estadão, Bolsonaro minimizou os problemas relatados por estudantes sobre a prova e que isso "representa menos de 'zero vírgula alguma coisa' o problema”, em declaração no Palácio do Alvorada, após retornar de viagem com o ministro da Educação, Abraham Weintraub. "Ele (o ministro da Educação, Abraham Weintraub) queria apresentar para mim os dados. Eu não quis, (estava) com a cabeça cheia. Hoje eu saturei. Não conversei", disse o presidente.

Ainda de acordo com a publicação, mais de 175 pessoas questionaram as notas de suas provas, mas não obtiveram retorno do MEC, após a pasta divulgar erro na correção de 5.974 provas, de 3,9 milhões participantes na aplicação da última prova.