Milionário acumulador guardou corpo de assaltante por 15 anos em mansão

Por Portal do Holanda

20/05/2021 21h14 — em Bizarro

Foto: Reprodução 7News

Um caso bizarro surpreendeu as autoridades que investigam o assassinato de Shane John Snellman, desaparecido em 2002, na Austrália. O corpo dele foi encontrado em 2018 na casa de Bruce Roberts, um falecido milionário que era acumulador compulsivo. O caso teve novos detalhes divulgados. 

Conforme as investigações, Bruce Roberts atirou em Snellman quando o homem tentou invadir sua casa para um assalto. Mas ao invés de contar à polícia, ele resolveu esconder e conviver com o corpo do assaltante por 15 anos em sua residência.

O cadáver foi encontrado em avançado estado de putrefação, cercado de 70 purificadores de ar. Essa foi a “técnica” usada pelo milionário para disfarçar o forte odor. 

Conforme a polícia, Snellman havia acabado de sair da prisão por tráfico de drogas, e tinha apenas 66 centavos na conta. Ele acabou tantando assaltar o milionário, que o matou com um tiro no ombro. 

Além do cadáver de Snellman, o milionário acumulava em sua casa montanhas e mais montanhas de lixo que iam do chão até o teto. Com isso, a casa tinha pouco espaço para transitar. 

Outros objetos encontrados foram armas de fogo ilegais na Austrália e pilhas de munição.

Bruce Roberts nunca trabalhou. Ele se tornou milionário por herdar mais de 1 milhão de dólares em ações e morreu por problemas cardíacos.  A mansão onde se passou o caso bizarro foi vendida por 2 milhões de dólares.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Bizarro