Latrocínio de pai e filho foi comandando por detentos de dentro da cadeia em Manaus

Por Portal do Holanda

17/03/2016 10h09 — em Policial

Manaus|AM - Na manhã desta quinta-feira (17), por volta das 9h30, cinco pessoas foram apresentados em coletiva à imprensa na Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd) suspeitas do latrocínio Antônio Monteiro Filho, 74 e Alan de Souza Monteiro, 27, respectivamente pai e filho, ocorrido no dia 10 de fevereiro deste ano na rua Orion, conjunto Ica Paraíba, bairro Adrianópolis, zona Centro-Sul.

De acordo com o titular da Derfv, Adriano Félix, um dos suspeitos, Jhordan Gato de Araújo, 18, o “Manaus”, foi preso em Santarém, no Pará. Ele também é a pessoa que disparou os tiros que mataram as vítimas. Além desse crime, o rapaz também é apontado como a pessoa que matou o PM Francisco da Silva Brito, 36 e Etevaldo Ramiro de Lima, 51, durante o assalto à Distribuidora Ótimo, ocorrido no dia 7 de janeiro deste ano.

Jackson foi a pessoa que conduzia o veículo Gol, de cor prata e placas JWT 1605, usado no dia do crime. Gabrielle manteve a esposa de Antônio refém com uma arma apontada na cabeça durante o assalto.

Além dele, outras quatro pessoas participaram do latrocínio que vitimou pai e filho. São eles Jackson Bastos de Souza, 24, Felipe Magiari Silva, 33, o “Paulista”, Reinildo Gomes de Castro, 28, o “Bruno” ou “Coelho” e Gabrielle Santos Paiva, 19, a “Gabi”.

A arma usada no latrocínio foi uma pistola .40. Jhordan revelou que atirou primeiro no jovem porque ele fez menção que pegaria uma arma em um armário. O pai de Alan foi morto em seguida quando reagiu ao ver seu filho baleado.

Segundo as investigações da Derfv, o crime teria sido ordenado pelos detentos da Unidade Prisional do Puraquequara (UPP). Entre eles foram citados os nomes de Aidilson Pires de Lira e Miqueias de Souza, preso por tráfico de drogas, receptação e roubo.

Da quadrilha somente um suspeito permanece foragido. Trata-se de Rodrigo Lira dos Santos, o “Perneta”. 


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Policial