No mundo do crime, tatuagens têm significados diferentes

Por Portal do Holanda

10/11/2014 10h47 — em Policial

A tatuagem virou moda ao redor do mundo e quem age nas sombras da marginalidade e fora da lei usa-as de forma diferente para indicar quem é quem no comando da bandidagem, ou pior: como forma de dizer que tipo de crime aquele indivíduo cometeu e é capaz de cometer.

A polícia considera esse uso das tatuagens como apologia ao crime e seus portadores podem ser presos.

Assim, a tatuagem é usada para mostrar a identificação de grupos ou de um tipo de ato ilegal. O desenho de um coringa ou palhaço significa, na hierarquia do crime, que esse indivíduo está “apto” para praticar qualquer tipo de brutalidade.

 

Veja a seguir os significados de alguns desenhos usados pelos criminosos:

Estrela de cinco pontas: homicida

Serpente: traidores e delatores

Caveira trespassada por um punhal: assassino de policiais, vem disfarçada entre outros signos

Cruz com duas velas acesas na base, nas costas, em tamanho grande, indica o portador como de alta periculosidade

Imagem do diabo: matador e tem prazer de conviver com a morte

Borboleta: liberdade, planos de fuga, ou homossexualidade

Carpa: chefes do crime

Morte: assassino de policiais, latrocínio, homicídio

Mago: especialistas em sequestro e em resgate de presos

Gnomos e duendes: dependentes químicos

Cruz nas costas: indivíduo que mata, se vinga

Cruz com o crânio humano, no meio das costas: lealdade aos colegas de cela

Punhal ou faca isolada: indivíduo corajoso, valente e aceita enfrentar o perigo

Imagem da Nossa Senhora, em tamanho grande, nas costas, crime de estupro.