FNO reavalia investimento em grandes empresas

Por

29/10/2012 12h45 — em Manaus

O Ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra informou ao deputado federal Carlos Souza (PSD/AM) que o Ministério está analisando a sua solicitação sobre a revisão da programação financeira do Fundo Constitucional do Norte (FNO) 2012, quanto à decisão de limitar em 20% a aplicação dos recursos para os projetos de empresas de grande porte, com a real possibilidade de elevação desse limite.


Segundo o Banco da Amazônia (BASA), não haverá nos últimos meses deste semestre recursos disponíveis no FNO para as empresas com faturamento superior a R$ 90 milhões.

“Propus ao Conselho da Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia (SUDAM), a revisão dessa decisão, minha intenção é que esse limite seja elevado, principalmente para não prejudicar as empresas do Polo Industrial de Manaus”, ressaltou.

De acordo com Souza, o parque industrial da Zona Franca de Manaus, é fundamental para se avançar no processo de industrialização da Amazônia Ocidental. O corte de recursos disponíveis para as indústrias mais modernas, neste semestre de 2012, pode ter como consequência a perda de eficiência e competitividade dessas empresas e afetar o crescimento da renda da região.

NULL