Drama de Garcia Lorca encerra 9º Festival de Teatro da Amazônia

Por

15/10/2012 16h54 — em Manaus

A mostra competitiva “Adulto” do 9º Festival de Teatro da Amazônia (FTA), realizado pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (SEC), em parceria com a Federação de Teatro da Amazonas (Fetam), encerra nesta terça-feira, dia 16 de outubro, com o drama “A Casa Bernarda Alba”, às 20h, no Teatro Amazonas (Largo de São Sebastião, s/nº, Centro, zona sul). Os ingressos custam R$ 10 (estudantes e idosos pagam meia-entrada).


O encerramento do evento, momento em que ocorrerá a premiação, será realizado na próxima quarta-feira, dia 17, a partir das 20h, no Teatro Amazonas, com a participação do secretário estadual de Cultura, Robério Braga.

Com direção de Douglas Rodrigues, “A Casa Bernarda Alba” é uma adaptação do texto do dramaturgo espanhol Federico Garcia Lorca. O enredo com a história de uma família de mulheres solitárias, que moram em uma mesma casa e controladas por uma mãe centralizadora e tirânica. A peça faz parte de uma trilogia dedicada a Lorca, que a Associação dos Artistas Cênicos do Amazonas Arte & fato (AACA) iniciou no ano passado e prevê finalizar em 2013.

 

O elenco é formado por Ednelza Sadho, Acássia Mié Gama, Elza Mestrinha, Dione Maciel, Amanda Paiva, Keila Gomes, Beth Guimel, Mariana Baldoino, Laury Gitana e Paulo Altalegre. “O festival fechará com dez dias de atividades, não só de apresentações e competições, mas, principalmente, de intercâmbio de informações entre artistas na programação acadêmica”, ressaltou o coordenador geral do 9º FTA, Dyego Monnzaho.

 
Programação acadêmica – A terça-feira (16) também será marcada pela última atividade da programação acadêmica, com a realização da mesa redonda “Dramaturgia, ator e Cena”. O debate terá a participação dos jurados do festival: Fátima Valença (RJ), Antônio Rogério Toscano (SP) e Beth Lopes (SP).

 
“Assim como todos os festivais realizados pelo Governo Omar Aziz, o Festival de Teatro da Amazônia traz para Manaus pessoas de renome da área, neste caso, das artes cênicas brasileiras”, disse o secretário de Cultura, Robério Braga. A entrada é gratuita e a mesa será realizada às 15h, no Palácio da Justiça.

 
Infantojuvenil – Diferente da categoria Adulto, a mostra “Infantojuvenil” ainda terá dois espetáculos em cena. Nesta terça-feira, às 10h, no Teatro Amazonas, será apresentada a montagem “Chapeuzinho Amarelo”, da Cia. Metamorfose. Inspirado na obra de Chico Buarque, lançada em 1979, a história é uma releitura do conto “Chapeuzinho Vermelho”, só que desta vez não há caçadores e vovozinha. A menina sofre dos temores infantis, tem medo de tudo e do próprio medo, deixando que a insegurança a retire a alegria de brincar, correr, comer e dormir.

 
A mostra encerra na quarta-feira (17), no mesmo horário e local, com a apresentação de “E se essa rua fosse minha”, do Grupo Baião de Dois. O espetáculo narra o cotidiano de uma mulher que não de onde vem e, por isso, vivencia situações patéticas. A montagem usa a linguagem do clown para resgatar o que existe de essencial nela: a poesia e o “nonsense”.


Prêmios – Iniciado no último dia 8 (segunda-feira) de outubro, o 9º Festival de Teatro da Amazônia (FTA) coloca em competição 18 espetáculos. Neste ano, o festival inovou no quesito premiação. Haverá apenas o Prêmio Circulação e os Prêmios Especiais. No primeiro, serão escolhidos os quatros melhores espetáculos para realizar uma turnê, independente da categoria “Adulto” ou “Infantojuvenil”. A turnê passará por uma capital de outro Estado brasileiro e por dois municípios do Amazonas.


Já os Prêmios Especiais serão definidos pelos jurados para quantos profissionais ou espetáculos os jurados acharem interessantes e quais categorias eles achem válido premiar, tais como melhor atriz, melhor trilha sonora, melhor pesquisa, entre outros. Não há obrigatoriedade de escolher o melhor de cada categoria.


Serviço:


9º Festival de Teatro da Amazônia

Quando: De 8 a 17 de outubro

Onde: Teatro Amazonas

Horários: Espetáculos infantis às 10h; espetáculos adultos às 20h.

Ingressos: R$ 10 (estudantes pagam R$ 5)

 

Programação acadêmica

Quando: Dia 16 (terça-feira) de outubro Mesa Redonda Dramaturgia, ator e Cena / Fátima Valença (RJ) / Antonio Rogério Toscano (SP) e Beth Lopes (SP)

Horário: 15h

Local: Palácio da Justiça (av. Eduardo Ribeiro, Centro)

 

Mostra Infantojuvenil

Quando: Dia 16 (terça-feira) de outubro - Chapeuzinho Amarelo Cia Metamorfose

Quando: Dia 17 (quarta-feira) de outubro - E se essa rua fosse minha, peça do Grupo Baião de Dois

Horário: 10h

Local: Teatro Amazonas

 

Mostra Adulto

Quando: Dia 16 (terça-feira) de outubro – A Casa Bernarda Alba, peça da Arte & Fato

Horário: 20h

Local: Teatro Amazonas
 

NULL