Amazonino sai de cena

Por

18/06/2012 0h17 — em Editorial

O prefeito Amazonino Mendes fez a opção de sair de cena. Retomar à carreira política em 2014, como parece ser a sua intenção, é uma incógnita para um homem  que precisa recuperar a saúde e reconstruir uma relação, trincada, com o eleitorado.

O "Negão", como ele gosta de ser chamado, perdeu a negritude, se fragilizou durante o seu mandato como prefeito - menos pelo que deixou de realizar e mais pelo que disse.

O homem, cuja força sempre residiu na capacidade de usar as palavras e interagir com as pessoas, especialmente as mais simples, que formavam um exército de admiradores, perdeu a aptidão de  manter essa comunicação, que era  sua e pessoal. O resultado foi a falta de paciência, primeiro com a imprensa, segundo com as "donas marias" que o admiravam e se desencantaram com ele.
 
Se isso não explica de forma cabal o distanciamento do eleitorado, revela que parte de sua impopularidade reside aí.

Ao desistir de participar do processo eleitoral deste ano, Amazonino se coloca de olho no retrovisor, para observar o contexto histórico no qual ele esteve inserido nos últimos 20 anos. E já é parte de uma história real, com  suas paixões, intrigas, traições,  escândalos, conquistas e realizações.

Para as gerações de hoje e de amanhã, a história de Amazonino começa agora. Ele será lembrado não pelos seus erros, que são muitos, mas  pelo seu lado audacioso e empreendedor.

Raimundo Holanda

 

NULL

O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.