Siga o Portal do Holanda

Bebê sobreviveu

Síndrome rara mata jovem grávida de sete meses

Publicado

em

Foto: Reprodução Facebook

Uma doença rara conhecida como Síndrome de Hellp causou a morte de uma jovem de 22 anos que estava grávida do primeiro filho. Bruna Tomadocci estava com sete meses e faleceu em um hospital de Santos, em São Paulo.

De acordo com familiares, a jovem estava trabalhando quando começou a passar mal e foi levada às pressas para a unidade médica. Com fortes dores abdominais, ela foi submetida a uma cesariana e sofreu duas convulsões seguidas.

Após a retirada do bebê, os órgãos de Bruna começaram a paralisar rapidamente até a morte. Exames laboratoriais comprovaram a Síndrome de Hellp que consiste na destruição das hemácias, células que ajudam na coagulação do sangue. O problema também altera as enzimas do fígado e causa edema no pulmão.

Os sintomas são muito semelhantes aos da pré-eclâmpsia grave e por isso, difíceis de serem diagnosticados. Daí a importância do pré-natal e da realização de exames frequentes.

Os médicos explicam que não tem como prevenir a complicação, que atinge cerca de 0,5 % das gestantes. Mas é possível fazer o monitoramento até o fim da gravidez. O bebê Noah, segue na incubadora e uma campanhas está sendo realizada na internet para arrecadar roupas e demais produtos para a criança.

A ‘parada’ do vice-governador com o prefeito Arthur

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.


Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.