Manaus deve ter observação internacional e lockdown severo, diz pesquisador

Por Portal do Holanda

21/01/2021 19h36 — em Amazonas

Foto: Divulgação / Semcom

Manaus/AM - O pesquisador da fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz), Jesem Orellana, afirmou nesta quinta-feira (21), que é necessário de um envio urgente de observadores internacionais para Manaus e sugeriu lockdown imediato.

Para o jornal O Estado de São Paulo, Orellana disse, ainda, que não é possível confiar nos diferentes níveis de gestão que estão à frente da pandemia no Amazonas.

O pesquisador já havia alertado em dezembro de 2020, que, se não houvesse medidas restritivas, a capital amazonense iria sofrer com o número de mortes; o que se confirmou, principalmente agravadas pela falta de oxigênio na rede hospitalar.

"Precisamos urgentemente de observadores internacionais independentes ligados a Organização Mundial de Saúde (OMS),  Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), e a Comissão das Nações Unidas para os Direitos Humanos (CNUDH), pois não é possível confiar nos diferentes níveis de gestão que estão à frente da epidemia em Manaus.", disse o pesquisador ao O Estado de São Paulo.

Orellanda relatou para o jornal que previu que janeiro seria o mês 'das lamentações e do luto', e que mesmo com o colapso na saúde, que faz do período 'uma das mais dramáticas experiências sanitárias documentadas', não há sinais de que autoridades imponham o lockdown severo com, no mínimo, 21 dias de duração, hipótese que o governador Wilson Lima descartou durante entrevista ao Estadão.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Amazonas