Siga o Portal do Holanda

Durante pandemia

Juiz proíbe Petrobras de reduzir salários de funcionários no Amazonas

Publicado

em

Foto: Divulgação Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Manaus/AM - Liminar que impede a redução da jornada de trabalho e dos salários de trabalhadores da Petrobras no Amazonas foi expedida pelo juiz Gustavo Jacques, da 7ª Vara do Trabalho de Manaus. A medida vai em desencontro com plano de resiliência adotado pela empresa e comunicado aos empregados por meio de ofício onde consiste uma série de medidas que abrange redução de jornada e salário dos trabalhadores devido a pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Para o Magistrado, a decisão unilateral da Petrobras sem prévia negociação coletiva ou individual fere a legislação e os princípios trabalhistas como irredutibilidade salarial, inalterabilidade contratual lesiva, estabilidade financeira, equivalência dos contratantes coletivos e autonomia sindical.

A decisão foi proferida no último dia 30 de abril nos autos da ação civil pública ajuizada pelo Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Petróleo e Derivados do Estado do Amazonas (Sindipetro-AM), com notificação das partes publicada no Diário Eletrônico da Justiça do Trabalho no dia 4 de maio. 

O Magistrado determinou que a reclamada mantenha os mesmos direitos, vantagens e benefícios previstos em normas internas inerentes aos regimes de trabalho especiais em que os trabalhadores estão inseridos. Em caso de descumprimento, será aplicada  multa diária de R$ 1 mil por empregado substituído pelo sindicato autor da ação.

Apesar de ser passível de recurso, a decisão liminar deve ser cumprida imediatamente.

Ausência de negociação coletiva

O Magistrado Gustavo Jacques Moreira da Costa salientou ser necessária a negociação coletiva com o sindicato profissional da categoria ou acordo individual específico para poder haver redução de jornada, salário e benefícios, o que não foi observado pela reclamada.

Ação

O Sindipetro-AM ajuizou ação no dia 28 de abril perante o Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região - Amazonas e Roraima (TRT11), com pedido de liminar, narrando que os empregados foram comunicados por meio de ofício, datado de 1º de abril deste ano, sobre a adoção do denominado Plano de Resiliência, que  abrange medidas de redução de jornada e de salário, bem como de mudança de regime de turnos e  sobreaviso para o regime durante a pandemia do novo coronavírus (covid-19). 

Últimas notícias

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.