Siga o Portal do Holanda

Caso Flávio

Em novo depoimento, Magno diz que achou ter sido estuprado no dia do crime

Publicado

em

Foto: Reprodução Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Manaus/AM - Elielton Magno Junior, 22, prestou novo depoimento à polícia, sobre a investigação da morte do engenheiro Flávio Rodrigues. 

Entre os novos detalhes da noite do crime é que magno afirmou que acordou por volta das 20h daquele dia sem saber onde estava e mandou mensagem para a mãe dizendo que temia ter sido estuprado. Ele disse ainda que tinha dormido por várias horas devido ao consumo de álcool e drogas, e que só depois de acordar sem roupa percebeu que estava na cama de Alejandro Valeiko, que não estava no local no momento em que ele acordou.

Ao sair do quarto, Magno encontrou apenas o cozinheiro Vitório Del Gatto no local e pediu um prato de comida antes de deixar o local. Ao chegar na guarita do condomínio, ele foi abordado por Flávio que estava chegando dirigindo um carro com Alejandro no banco de carona e José Edvandro no banco de trás e entrou no veículo após um deles dizer que o levaria em casa. Porém, os quatro pararam em um posto de gasolina e compraram bebidas e voltaram para o condomínio.

Magno relatou à polícia que não sabe o que teria motivado o homicídio de Flavio e estava no lugar errado, mas diz confiar no trabalho da polícia.

O uso politico do caso Alejandro

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.