Processo contra superintendente da SMTU agora é segredo de justiça. Ministério Público reage

Por

13/03/2012 1h33 — em Amazonas

Uma semana depois de o Portal do Holanda divulgar com exclusividade a denúncia do promotor Rodrigo Miranda Leão Júnior, da 1ª Vara Criminal, contra o superintendente municipal de Transportes Urbanos, Marcos Cavalcante, acusado de formação de quadrilha e bando, o processo  passou a tramitar em segredo de Justiça.

Por telefone o promotor Fábio Monteiro, da Coordenação do Centro de Apoio Operacional de Inteligência, Investigação e Combate ao Crime-Organizado (CAO-CRIMO), disse ao Portal  que as provas contra Marcos Cavalcante são contundentes. “Na apuração, antes do caso ser encaminhado à promotoria de primeiro grau, a doutora Tereza Cristina Coelho  ouviu várias testemunhas que em depoimento denunciaram o superintendente”.
 
Fábio  estranhou o fato de o processo, que de acordo com ele já é público e notório, agora esteja tramitando em segredo de Justiça. 

O Portal do Holanda  tentou por todo o dia entrar em contato com o promotor, Rodrigo Miranda Leão, pelo celular 92xx8x2x, mas chamava e ia para a caixa postal sem que ele atendesse.

De acordo com assessoria de imprensa do Ministério Público, o promotor de Justiça  mandou dizer que não iria falar com jornalistas  a respeito do caso Marcos Cavalcante.

Entenda o caso


O promotor de Justiça Rodrigo Miranda Leão, da 2ª Promotoria Criminal, denunciou na quinta-feira  dia 8, Marcos Cavalcante  por formação de quadrilha e bando e pediu dele e da Superintendência Municipal de Transportes Urbanos  a devolução de R$ 4,6 milhões aos cofres públicos, arrecadados de acordo com depoimentos de testemunhas,  com de venda de autorizações para o transporte executivo.

No mês passado, de acordo com relatório da promotora Tereza Cristina Coelho, as investigações do Centro de Combate ao Crime Organizado revelaram que as autorizações eram vendidas por valores que variavam entre R$ 10 e R$ 20 mil.

 

NULL

O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Amazonas