Esteticista que teve fatura cobrada em duplicidade pelo Carrefour ganha indenização por dano moral

Por

10/09/2012 7h51 — em Amazonas

A juíza Irlena Leal Benchimol, da 5ª Vara do Juizado Especial Cível, condenou  o Carrefour a pagar R$ 4.458, a título de danos material e moral a esteticista Otacília Machado de Lima. A magistrada determinou ainda que a sentença seja cumprida espontaneamente no prazo de 15 dias, sob pena de sofrer majoração de 10%.


Dia 26 de junho de 2010 Irlena  compareceu ao Carrefour, em companhia de sua irmã Maria do Socorro de Lima, quando esta adquiriu uma televisão Pan, TC32C20, pela importância de R$ 1.399,00, parcelado no cartão de crédito.

Mas o Carrefour faturou o débito de R$ 458,64 (parcela), em duplicidade, causando,  no entendimento da juíza, danos material e moral a esteticista.

NULL