Josué explica porque desistiu de pré-candidatura, mas Omar diz que o apoia e o quer no partido

Por Portal do Holanda

04/11/2019 15h37 — em Amazonas

Manaus/AM - Josué Neto, presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas, confirmou nesta segunda-feira, dia 4, que  não disputará o cargo de prefeito de Manaus nas eleições municipais de 2020.

Ele explicou os motivos que o levaram a repensar seu posicionamento quanto ao processo eleitoral que se avizinha. De acordo com ele, foram  7 meses de conversas com o senador Omar Aziz - presidente da sigla da qual faz parte, o PSD - sem que as questões da sua desincompatibilização tenham sido acordadas.

“Venho conversando desde o dia 7 de abril. Naquela ocasião, tive uma conversa com o senador Omar Aziz. Expliquei ao eminente senador a minha vontade de assumir um novo partido, de me desfiliar do PSD por uma razão muito simples, histórica e de técnica política, que é a liberdade em poder formular composições”, explicou Josué Neto.

O presidente da Aleam relembrou dados históricos que comprovam a viabilização de campanhas vitoriosas por meio do comando de legendas.

“Todos os governadores e prefeitos que atravessaram as décadas, até o período atual, conseguiram se eleger com o comando dos seus partidos. Nenhum deles era apenas um filiado, com raras exceções”, disse, enfatizando que não pode deixar o PSD por não ter recebido autorização de Omar Aziz, como aconteceu com o governador interino, em 2017, que pertencia ao mesmo partido e que também não teve autorização de Omar para disputar o cargo.

Senador dá sua versão

Contatado pela reportagem do Portal do Holanda, o senador Omar Aziz (PSD) disse que se o deputado Josué Neto quer disputar a eleição à Prefeitura de Manaus em 2020, ele [Omar] passa uma procuração para que Josué possa tratar dessa candidatura, fazer alianças e que este é o momento certo.

Omar assegurou que o partido não pode abrir mão de um quadro jovem, importante e com o capital político de Josué. E que vai insistir para que ele seja o candidato do PSD à Prefeitura de Manaus nas eleições de 2020.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Amazonas