Padrasto é preso suspeito de torturar e matar menino de 7 anos afogado em lamaçal

Por Portal do Holanda

01/08/2020 7h05 — em Policial

Foto: Reprodução TV Anhanguera

Dois homens foram presos suspeitos de  sequestrar, torturar e assassinar uma criança de 7 anos, na cidade de Goiânia (GO). Um deles é Reginaldo Lima dos Santos, o próprio padrasto da vítima.

O homem teria arrastado o menino Danilo para uma área de mata e após surrá-lo com um pedaço de madeira, o afogou em um lamaçal e escondeu o corpo no local. O crime foi planejado e contou coma a ajuda do servente de pedreiro Hian Alves de Oliveira que confessou e deu detalhes de toda a ação.

Os investigadores descobriram que Reginaldo tinha aversão à criança e a rejeitava. No dia do crime, 21 de julho, Danilo saiu para ir à casa da avó, mas no caminho acabou parando para jogar futebol em m campinho do bairro.  Foi lá que Reginaldo e Hian o sequestravam e o arrastaram até o terreno onde Hian trabalhava em uma obra.

Lá a criança sofreu até ser morta. Após o desaparecimento, a polícia iniciou os trabalhos de busca e seis dias depois encantou o corpo do garoto já em estado de decomposição. As investigações em torno do caso começaram até que uma testemunha chave, um adolescente que presenciou a dupla arrastando o menino para a mata indicou a polícia quem seriam os culpados.

Reginaldo e Hian foram convocados para depor, mas o padrasto negou o crime e chegou a protagonizar uma cena de desespero no velório da criança. Hian por sua vez, contou tudo e disse que o padrasto ofereceu um carro e uma motocicleta para que ela ajudasse na execução.

Hian contou que levou o menino até a entrada da área de mata onde Reginaldo estava e o segurou enquanto o homem o espancava com pauladas. Ele também revelou vários outros detalhes que confirmam a presença dele na cena do crime. A dupla foi presa e vai responder por homicídio qualificado e ocultação de cadáver.

Reginaldo também responde por feminicídio por tentar matar a mãe de Danilo a facadas em 2018. Ele e a mulher tem seis filhos, sendo dois do primeiro relacionamento dela, um deles era Danilo, e outros quatro com Reginaldo.