Siga o Portal do Holanda

Que perigo!

Grupo é preso suspeito de falsificar certificados que autorizam transporte produtos inflamáveis em Manaus

Publicado

em

Foto: Caio Guarlotte/Portal do Holanda

Manaus/AM - Marlisson Silva de Meneses, 33, Jorcilande Santos Porto, 39, e Anthony Rodrigues Borges, 48, foram presos suspeitos de integrarem uma associação criminosa especializada na venda de  certificados falsos em Manaus.

Segundo a polícia, os “documentos” se referiam ao Curso de Movimentação de Produtos Perigosos (MOPP), como gás e outros inflamáveis, ministrado pelo Sesi/Senat e solicitado pelo Detran para a condução de veículos que transportam este tipo de material. Foi o órgão quem suspeitou do crime, por conta do grande número de motorista que estavam adicionando o curso, e apresentou a denúncia a polícia.

Após alguns dias de investigação, a suspeita foi confirmada e na tarde de ontem (11), Jorcilande acabou preso enquanto aguardava para realizar uma entrega na rua Ibicaré, no Conjunto Amazonino Mendes.

Conforme o delegado Raul Neto,  o homem confessou o crime e levou os policiais a casa de Marlisson que era quem intermediava as encomendas para o grupo. Na casa dele, onde também funcionava uma gráfica, foram encontrados vários certificados já impressos.

Marlisson indicou o endereço de Anthony e afirmou que era ele quem liderava o esquema. Na residência do mesmo, a polícia apreendeu centenas de certificados de MOPP, por isso a operação do 12° DIP foi intitulada “Nota Zero”.

Foto: Caio Guarlotte/Portal do Holanda

Cada certificado custava R$ 600, desse valor, metade ficava com Anthony e o restante era dividido entre o grupo. O certificado era falsificado com base em imagens de um documento original que estavam em um HD em poder do grupo.

A descoberta fez com que o Detran/AM iniciasse um levantamento de todos os habilitados que apresentaram o certificado nos últimos meses. A intenção é descobrir quem estava fazendo uso do documento falso para atuar no mercado, explica David Fernandes, Coordenador Geral do Núcleo de Operações Especiais do Detran.

O delegado esclarece que parte das vítimas sabia da falsificação, outras foram foram enganadas pelos acusados. Por enquanto, nem a polícia, nem o Detran fazem ideia de quantas falsificações estão circulando.

Na defesa da ZFM, falta um telepronter para Wilson Lima no palco de Brasília

-

Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

1MinutoNerd: VINGADORES:Ultimato

 Siga o Holanda

Amazonas

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.