Siga o Portal do Holanda

Amazonas

Micro Distrito Industrial será entregue em outubro

Publicado

em

A Prefeitura de Manaus retomou as obras da área do Micro Distrito Industrial (Dimicro), criado pela lei 1.238, de abril de 2008. Paralisada ainda naquele ano, a obra agora será concluída em tempo recorde e entregue aos micro e pequenos empresários no mês de aniversário da cidade.

De acordo com o prefeito Arthur Virgílio Neto, que na segunda-feira, 10, acompanhou o início dos trabalhos na área localizada nas proximidades do Distrito Industrial 2, esse será mais um exemplo de que com planejamento e seriedade, Manaus consegue se livrar de tabus, concretizando obras de grande relevância para a população.

“Assim como fizemos com o Mercado Municipal Adolpho Lisboa e com a segunda etapa do Complexo Turístico Ponta Negra, vamos entregar mais esse importante projeto para a cidade e que vinha se arrastando há anos”, afirmou o prefeito. “Ganham os empresários de pequeno porte, com a redução de custeio e possibilidade de ampliação dos seus negócios, ganha a sociedade, que deixará de conviver com os transtornos ocasionados por atividades comerciais desenvolvidas em locais inadequados e ganha a cidade como um todo, que cria possibilidades de crescimento econômico mesmo em período de recessão”, finalizou Arthur Neto.



O Dimicro foi instituído com a proposta de melhor instalar micro e pequenas indústrias que prestam serviço ao Polo Industrial de Manaus (PIM) e começou a ser construído em terras recebidas por meio de doação da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa). Atualmente, a obra possui 70% dos trabalhos concluídos, com investimentos oriundos de uma parceria com a Confederação Andina de Fomento (CAF) no valor de R$ 10 milhões.

O Micro Distrito Industrial está localizado no ramal do Pajurazinho, no Distrito Industrial 2, e é formado por 29 galpões, sendo dez galpões do tipo A (com dimensão de 15 por 10 metros quadrados) e mais 19 do tipo B (com 15 por 20 metros quadrados), incluindo área administrativa e refeitório. Para concluir o projeto, a prefeitura irá investir, aproximadamente, R$ 780 mil. O prazo de execução é de 60 dias.

Veja Também

Ocupação dos galpões

Segundo o secretário municipal do Trabalho, Empreendedorismo, Abastecimento, Feiras e Mercados (Semtef), David Valente Reis, a definição dos micro e pequenos empresários que vão ocupar os galpões será feita por meio do diálogo com a Associação de Empreendedores que cuidou para que o projeto não caísse no esquecimento.

“A Procuradoria Geral do Município (PGM) entende que a escolha deve ser feito por meio de processo licitatório, mas daremos entrada com uma proposta de alteração da Lei, que permita que esse processo seja feito respeitando a legislação e a vontade das pessoas que lutaram para tornar esse sonho real”, defendeu David Reis.

+ Amazonas

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2020 Portal do Holanda.