Siga o Portal do Holanda

Padrasto é suspeito

Polícia vai fazer reconstituição da morte de Danilo que foi afogado em lamaçal

Publicado

em

Foto: Divulgação Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A Justiça pediu a reconstituição do assassinato do menino Danilo, torturado e afogado em um lamaçal na cidade de Goiânia, no último dia 21. O padrasto, Reginaldo Lima dos Santos, é o principal suspeito do crime que chocou a capital.

Reginaldo e HianAlves, 18, um jovem que teria ajudado no crime em troca de uma moto e um carro, estão presos desde a última sexta-feira (30). Eles devem participar da reconstituição que será feita nessa semana na cena do crime.

Na ação, a polícia vai refazer todo o percurso de Danilo do momento em que saiu de casa para ir até a residência da avó, até  a mata onde foi espancado, afogado e encontrado morto cerca de 10 dias depois.

Um adolescente que é considerado testemunha-chave, pois teria visto quando Hian e o outro homem arrastaram a criança para a mata, também deve acompanhar e detalhar o decorrer dos fatos durante a simulação. Outras testemunhas também participam do processo.

Vale lembrar que Hian confessou o crime e seu depoimento bate com o testemunho do adolescente. Reginaldo por sua vez, nega ter assassinado o enteado e chegou a fugir para a cidade de Abadia, onde foi preso na casa de um amigo. Se condenado, ele pode pegar até 33 anos de prisão.

Lima já tem antecedentes criminais e responde por: ato obsceno, direção perigosa, ameaça, lesão corporal, injúria e a tentativa de homicídio da própria esposa, mãe de Danielo, que em 2018 estava grávida e foi esfaqueada por ele.

Veja Também


Já leu estas ?

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2020 Portal do Holanda.