Polícia revela motivo da morte de prefeito de Maraã

Por Portal do Holanda

05/03/2016 10h57 — em Policial

Manaus|AM - No fim da manhã deste sábado (5) os acusados na participação do homicídio do prefeito de Maraã, Cícero Lopes da Silva (Pros), chegaram à capital sob forte escolta policial. Aldemir Alves de Freitas, 40, Marcos Alexsandro Praiano da Silva, 25 e Lázaro Moraes de Assis, 40 foram trazidos a Manaus após terem o mandado de prisão preventiva solicitado pelo titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Ivo Martins.



Segundo a autoridade policial, a prisão dos suspeitos só foi possível devido ao encontro da arma utilizada no crime. A partir daí seguiram as investigações no município, que contou com o reforço vindo da capital amazonense e municípios vizinhos.



A morte do prefeito teria ocorrido por conta de uma dívida no valor de R$ 40 mil que a prefeitura do município supostamente teria com Aldemir, responsável pelo abastecimento de vários postos de combustíveis em Maraã. Ele nega a autoria do crime.

Isso não descarta o possível envolvimento do vice-prefeito, Luiz Magno Moraes (PT), pois o suposto atirador é sobrinho dele. Além disso, um dos acusados, Lázaro, também é seu cunhado. De acordo com o adjunto da DEHS, Daniel Leão, o único que ainda não foi localizado é o suspeito de ter atirado no prefeito, Adimilton Gomes de Souza.

Os acusados foram conduzidos à sede da DEHS, no Jorge Teixeira, onde deverão permanecer detidos enquanto as investigações estão em andamento à procura do último envolvido no crime.

O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Policial