Siga o Portal do Holanda

Policial

Grupo suspeito de matar mulher e criança por briga de facções é preso em Manaus

Publicado

em

‘Comissão pró Wilson Lima’ desfeita. Aumenta pressão pelo impedimento do governador


Manaus/AM - Gabriel Freitas dos Reis, 21, José Roberto Praia da Silva Filho, 31, Vinicius Guerreiro dos Santos, 20 e um jovem de 21 anos, foram presos em cumprimento a mandado de prisão preventiva ao longo de quinta-feira (23), suspeitos de envolvimento no homicídio de Walcimara da Cruz Vasconcelos, 23, e Renan Souza da Gama, 10. Mortos no dia 9 de janeiro deste ano.

De acordo com o titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), delegado Paulo Martins, os presos são suspeitos de integrar uma facção criminosa e foram presos em locais distintos da zona leste da cidade.

O delegado contou, que o primeiro homicídio ocorreu na madrugada do dia 9 de janeiro, quando os suspeitos sequestraram e torturam Walcimara, com o objetivo de colher informações acerca de uma outra facção criminosa rival.

“A Walcimara foi sequestrada e torturada para falar quem estava vendendo drogas na Zona Norte, local esse onde a criança foi baleada. Eles mataram ela e de tarde foram na zona Norte tentar matar os rivais. Se deparam com duas pessoas, saíram atirando, essas duas pessoas sobreviveram, mas a criança de 10 anos que foi atingida morreu no local”, comentou

Conforme o delegado, após a sessão de tortura, Walcimara foi morta pelos suspeitos e teve o corpo deixado em uma região de rip-rap, situada nas imediações do bairro Tancredo Neves, zona Leste. Ainda na tarde da mesma data, os suspeitos montaram campana na rua amazonas, bairro Novo Aleixo, zona Norte, com objetivo de atacar rivais. Porém, na ocasião, Renan brincava em uma bicicleta, quando foi atingido por disparos de arma de fogo, e acabou morrendo.

“Durante as investigações identificamos que Walcimara já tinha se envolvido com o tráfico de drogas. Ela mora na área do Novo Aleixo e tinha se mudado para a área do São José, isso fez com que a facção criminoso do São José achasse que ela estava levando informações de um grupo para outro”, disse.

O delegado destacou, ainda, que outros dois suspeitos identificados como Arthur Muniz Guimarães, 23, o “T1”, e João Paulo da Silva Quintinho, 21, o “Geraldo” também são suspeitos de participar do crime e continuam sendo procurados pela polícia.

Os presos foram levados iniciados por homicídios qualificados e organização criminosa. Ao términos dos procedimentos na delegacia, devem passar por audiência de custódia.



Já leu estas ?

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.