Siga o Portal do Holanda

Educação

Em Manaus, centro integrado trabalha com educação transformadora

Publicado

em

CPI rastreia R$ 250 milhões destinados ao combate a Covid 19 no Amazonas


Manaus/AM - Com educação transformadora e inovadora, o primeiro Centro Integrado Municipal de Educação (Cime) Professor Doutor José Aldemir de Oliveira, no ramal do Brasileirinho, Distrito Industrial 2, zona Leste, já mostra resultado positivo no ensino pensado no século 21. Inaugurada pela Prefeitura de Manaus em fevereiro deste ano, a nova unidade de ensino possui 9,5 mil metros quadrados e atende, cerca de 1,6 mil alunos da educação infantil ao ensino fundamental.

“Não canso de dizer que essa é a escola que vislumbrava nos meus sonhos para o futuro de Manaus, e agora ela é realidade, é de todos. Foi feita pelos trabalhadores que moram no entorno, para que seus filhos estudem no lugar que ajudaram a construir. Com isso, damos mais um passo na educação de qualidade que estamos deixando de legado à população manauara”, declarou o prefeito Arthur Virgílio Neto, aproveitando para parabenizar o trabalho da Secretaria Municipal de Educação (Semed), comandada pela professora Kátia Shcweickardt.

O Cime desenvolve, na prática, os conceitos básicos da educação transformadora, que em Manaus já tem exemplos bem-sucedidos e reconhecidos internacionalmente, mas que, pela primeira vez, acontece de forma integrada entre as duas modalidades em um só espaço físico, contendo sala de música, biblioteca integrada à sala de informática, vestiários masculino e feminino, brinquedoteca, 12 salas de aula em cada um dos prédios, jardins e espaços compartilhados, como a quadra de esporte coberta e o auditório.

Instalações acessíveis

O prédio do ensino fundamental é de dois andares e possui acessibilidade com piso tátil, sinalizações específicas, rampas e plataforma elevatória para pessoas com dificuldades de locomoção. Além disso, a unidade possui uma sala multifuncional, em que as paredes são móveis e as turmas podem se unir em um só espaço e os professores desenvolver atividades em conjunto.

O estudante do 6° ano, Miguel Araújo, 11, entendeu muito bem a nova proposta educacional. Ele, que também faz curso de música fora da unidade de ensino, conversou com a gestora e pediu para compartilhar o conhecimento dele com os alunos e, no contraturno, vai à escola todos os dias dar aula de música para os colegas, sempre acompanhado por um professor do Cime.

“A música traz incentivo para os jovens e isso já vai servir para o futuro de cada um. Por isso, pedi da gestora para compartilhar com outros alunos o que eu tenho aprendido no curso de música que eu faço na comunidade. Falei para a diretora que vamos criar um projeto e eu serei o professor e vou ajudar a transformar a vida de vários alunos nessa escola. Acho muito legal dar aula para os meus colegas”, explicou o artista.

Conteúdos

Todos os conteúdos abordados seguem a Proposta Pedagógica Curricular da Secretaria Municipal de Educação (Semed), mas as atividades são elaboradas em assembleia com a participação dos alunos, o que os torna protagonistas da aprendizagem e o professor o mediador nesse processo.




Já leu estas ?

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.