Siga o Portal do Holanda

Eleições 2018

Advogados de Amazonino detalham denúncia de compra de votos para Wilson Lima

Publicado

em

Foto: Reprodução Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Manaus/AM - Os advogados que representam a Coligação “Eu Voto no Amazonas” foram até o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM) na tarde deste sábado (20) para ajuizar uma “notícia crime” sobre compra de votos no município de Codajás.

O esquema foi descoberto após a prisão de Diellisom Weendril Alves Pinheiro, conhecido por 'Didi', que foi flagrado com R$ 12 mil e informou que o valor era para a compra de votos para o candidato ao Governo, Wilson Lima, a partir do dia 26 de outubro.

 

“Chegou ao nosso conhecimento que naquela operação em que foi presa a delegada por corrupção e envolvimento com o tráfico no município de Codajás um dos traficantes que foi preso confessou que tinha dinheiro para compra de votos do Wilson Lima. Por conta desse fato e do fato que aconteceu em Nhamundá no 1º turno e pela semelhança dos dois, nós peticionamos ao presidente do Tribunal para comunicar o crime e para tomar as medidas necessárias”, disse o advogado Daniel Nogueira.

Além de Daniel, os advogados Marco Aurélio Choy e Yuri Dantas pedem que o Ministério Público e a Polícia Federal apurem o caso.

Segundo Daniel, foi entregue o vídeo em que o suposto traficante confessa o crime e o termo de inquirição de ‘Didi’ para comunicar o crime. “Temos aí um histórico de interferências de organizações criminosas no processo eleitoral do estado e o papel do Justiça Eleitoral, Ministério Público e Polícia Federal é muito importante pra impedir o avanço e a participação de organizações criminosas, respeitando o direito do voto livre do cidadão”, disse Daniel.

Na ocasião, os advogados também ajuizaram uma representação feita pela compra de votos no município de Nhamudá no primeiro turno. Veja o trecho do depoimento de Diellisom Weendril Alves Pinheiro.

As mulheres no crime organizado: Sexo, dinheiro e morte

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.