Suárez recebe punição inédita da Fifa e está fora da Copa

Por

26/06/2014 18h41 — em Esportes

Rio de Janeiro (AFP) - O atacante uruguaio Luis Suárez foi suspenso por nove partidas oficiais da seleção e por quatro meses de qualquer atividade relacionada ao futebol, pela mordida que deu no zagueiro italiano Giorgio Chiellini, anunciou nesta quinta-feira a Fifa.

Esta foi a maior punição da história das Copas por um incidente ocorrido durante uma partida. A sanção começa a ser cumprida a partir do jogo entre Uruguai e Colômbia no sábado, pelas oitavas de final da Copa do Mundo no Maracanã.

Além da suspensão, o jogador uruguaio também recebeu uma multa equivalente a 112.000 dólares.

Com a suspensão, Suárez está fora do Mundial.

A Associação Uruguaia de Futebol (AUF) vai recorrer da sanção ainda nesta quinta-feira.

"A AUF apresentará uma apelação na última hora de hoje (quinta)" declarou o presidente Wilmar Valdez à imprensa. "Respeito a decisão, mas é totalmente exagerada".

A punição será cumprida, no entanto, pois não existe a possibilidade de efeito suspensivo, segundo a Fifa.

O atacante uruguaio mordeu o zagueiro italiano Giorgio Chellini durante a partida em que a Celeste derrotou a Itália por 1-0, terça-feira em Natal, e garantiu a classificação para as oitavas de final com o segundo lugar no Grupo D.

Sua presença também está descartada para um eventual duelo entre Uruguai e Brasil nas quartas de final, caso ambas as equipes avancem de fase.