Bastidores da Política - A vida glamourosa de Neymar acabou…


A vida glamourosa de Neymar acabou…

Por Raimundo Holanda

08/06/2019 23h45 — em Bastidores da Política

A vida glamourosa de Neymar pode ter  acabado  em uma cama, sob chineladas e ofensas. O mundo do futebol nunca mais olhará para ele como uma  grande promessa. Nem como exemplo a ser seguido.

A contusão que ele sofreu no treino da seleção pode ter sido ocasionada, em grande parte, pelo estresse dos últimos dias, depois que uma mulher apareceu com a estranha conversa de que ele fez sexo não consensual com ela, ou que a espancou. Deu para sentir que o jogador foi vítima de uma armação, mas não elimina a impressão ruim que ficou sobre ele: que sua vida intima o expõe de forma muito negativa.

Neymar não ficou apenas emocionalmente abalado. De muletas, se arrastando nos corredores de uma delegacia, passou a viver o pior dos mundos.  Até quando o Paris Saint-Germain vai segurar essa onda, que já invade o patrocínio do jogador - ele foi excluido recentemente de uma campanha da marca Mastercard - e fatalmente atingirá o clube - é difícil prever.

A esperança é  que Neymar aprenda na adversidade e que este caso sirva para ele recontar sua história, ter um novo começo, se reconstruir como atleta. O brilho será consequência desse esforço. Ou logo, logo faltará espaço para ele no futebol Europeu.

O passo seguinte pode ser voltar ao Brasil e encerrar precocemente uma carreira que parecia brilhante.

 

Raimundo de Holanda é jornalista de Manaus. Passou pelo "O Jornal", "Jornal do Commercio", "A Notícia", "O Estado do Amazonas" e outros veículos de comunicação do Amazonas. Foi correspondente substituto do "Jornal do Brasil" em meados dos anos 80. Atualmente escreve a coluna Bastidores no Portal que leva seu nome.