Barco Anna Karoline 3 não podia viajar até o Amapá e será investigado por excesso de carga

Por Portal do Holanda

04/03/2020 10h48 — em Brasil

Foto: Divulgação

Manaus/AM - A embarcação Anna Karoline que naufragou enquanto transportava ao menos 60 pessoas pelo Rio Amazonas não tinha permissão para fazer rotas para o Amapá. Conforme o levantamento feito pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), o barco só poderia trafegar entre Santarém (PA) e Manaus (AM).

Quando afundou no último sábado (29), o transporte estava em uma área de difícil acesso a 130 Km de Macapá. Ele havia saído de Santana, no Amapá e seguia para Santarém, no estado vizinho.

Além disso, a Polícia Civil do Amapá divulgou nessa quarta-feira (4), que investiga se o Anna Karoline 3 estava com excesso de carga. O barco tem capacidade para levar até 89 toneladas (somando passageiros e demais cargas), mas segundo os sobreviventes, eles estaria repleto de mercadorias.

As chuvas e os fortes ventos aliado ao sobrepeso podem ter causado a tragédia que já resultou na morte de 22 pessoas, 13 ainda estão desaparecidas.

Os números são estimados, pois o Corpo de Bombeiros afirma que os responsáveis pela embarcação não tinham sequer uma lista oficial de passageiros e as buscas estão se baseando nos familiares que procuram a Capitania dos Portos e outros órgãos competentes para informar que tinham parentes nela.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Brasil