Siga o Portal do Holanda

"Para onde está indo a comida?"

Vítimas de incêndio do Educandos denunciam fraudes nas doações e abandono por autoridades

Publicado

em

Foto: Caio Guarlotte/Portal do Holanda

Manaus/AM  - Para evitar que falsários se beneficiem com o recebimento de donativos, moradores que perderam tudo no incêndio do Educandos ser reuniram nessa quarta-feira (26) para fazer a própria triagem das famílias realmente atingidas na tragédia.

Segundo a moradora Claudiane Santana a iniciativa começou depois que algumas pessoas de outros bairros conseguiram se infiltrar entre eles nos abrigos e estavam recebendo cestas básicas, roupas e demais materiais.

O grupo se organizou e como se todos se conheciam na área, estão fazendo uma espécie de cadastros com os nomes dos moradores afetados. A lista será entregue aos órgãos competentes e a ideia é que quem não estiver nela, seja vetado do auxílio.

Os moradores reclamam ainda que até agora não receberam o cheque social prometido pelas autoridades para que possam alugar um espaço e deixar dos abrigos e afirmam que aos poucos estão sendo abandonados.

Muitos cogitam até mesmo construir barracos para voltar para o local do incêndio e já começaram a demarcar os terrenos.

“Logo no primeiro e segundo dia que ocorreu tinha muita gente né, mas de lá todo muito foi abandonado. Os próprios moradores vieram pra cá e já marcaram seus terrenos e qualquer coisa a gente volta pra cá. Cada qual sabe onde é seu terreno e volta, simplesmente”, desabafa Claudiane.

Equipes da Defesa Civil estão no local e avaliam o que restou das residências. Eles afirmam que estão prestando todo o apoio necessário às vítimas e que não trabalham com a hipótese do retorno das famílias para a área.

Outra reclamação é que apenas as vítimas que ficaram nos abrigos estariam recebendo as doações, as que estão na casa de parentes e amigos estão sendo excluídas da distribuição:

“Quem está em abrigo está recebendo 3, 4, cestas básicas e quando nós vamos buscar, eles dizem que não tem. Muita gente doou e pra onde foi essa comida toda?  Pra onde tá indo esses alimentos, colchões, fogões? A gente não está recebendo nada. Eles estão priorizando o pessoal do abrigo, mas não dá todo mundo lá, nós tivemos que nos virar na casa de parente, amigo. Muitos estão tirando do próprio bolso pra comer e não ficar na rua”, afirma Claudiane.

 

Vereador expõe mulher que só pegava no pé

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.


Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.