Compartilhe este texto

Assassino confesso de empresária diz que mantinha amantes, mas matou por ciúmes

Por Portal do Holanda

14/06/2018 15h34 — em
Policial


Foto: Josemar Antunes/Portal do Holanda

Manaus/AM - O empresário Ivan Rodrigues das Chagas, 48, foi preso  nesta quinta-feira(14) acusado de matar a ex-esposa e também empresária Jerusa Helena Torres Nakamine, 51. O fato ocorreu no dia 12 de abril, na residência onde ele e a vítima moravam, localizada no Conjunto Campos Elíseos, bairro Planalto, zona Oeste.

De acordo com o titular da DEHS, Jeff Mac Donald, em depoimento à polícia no dia 15 de abril, o empresário afirmou que no dia crime, ele saiu para caminhar e quando voltou para casa encontrou a vítima morta, alegando que Jerusa teria cometido suicídio.

No entanto, o laudo da perícia constatou que a morte da empresária, na verdade, se tratava de um homicídio. Jerusa foi assassinada com diversos golpes de faca desferidos no pescoço.

Já na última segunda-feira(11), o empresário voltou a se apresentar na DEHS e confessou o crime. Ivan afirmou estava com ciúmes da vítima, já que os dois mantinham um relacionamento de 20 anos.

“Ele confirmou [para a vítima] há 2 anos que tinha relações extraconjugais e desde então, o relacionamento não era mais mesmo. Em setembro do ano passado, uma suposta outra amante apareceu no cenário e a primeira amante não gostou, denunciando a traição para Jerusa. Os dois não tiveram mais nenhum tipo de relacionamento após isso”, relatou o titular da DEHS Jeff Mac Donald, ressaltando que essa é a versão do suspeito contada à polícia.

 

Ainda segundo Jeff, Ivan começou a monitorar a empresária, colocando gravadores dentro do carro, e constatou que ela poderia estar se envolvendo com outro homem. Na manhã do crime, Ivan decidiu confrontar a vítima sobre o possível novo relacionamento que Jerusa e os dois começaram a discutir.

Durante a briga, ele empurrou uma faca no pescoço da empresária que caiu na poltrona. Ivan dominou a mulher e começou a desferir vários golpes no pescoço da vítima que foi a óbito “Em seguida, ele foi tomar banho e em torno de uma hora depois, foi pedir ajuda já sabendo que a mulher estava morta”, disse o delegado.

Ao Portal do Holanda, a irmã da vítima, Maria José, declarou que Jerusa era dona de uma empresa de segurança e os dois estavam brigando pela divisão de bens, pois o casal estava separado há 3 anos. Ainda segundo Maria, a empresária descobriu uma traição de 10 anos e por isso, não queria abrir mãos dos bens.

Ivan será indiciado por homicídio qualificado e após os procedimentos cabíveis na especializada, ele deve ser levado para uma unidade prisional.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Policial

+ Policial